BANCADA DIRECTA: Portugal é um país onde os cerebros abundam. É o caso do nosso espião, com tiques de andar distraido, que vendia segredos militares estruturais e geopoliticos e que que passava recibo pelo serviço prestado

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Portugal é um país onde os cerebros abundam. É o caso do nosso espião, com tiques de andar distraido, que vendia segredos militares estruturais e geopoliticos e que que passava recibo pelo serviço prestado


O espião que passa recibos

 «O advogado do espião português, do Serviço de Informações de Segurança (SIS), detido pela Polícia Judiciária em final de Maio por suspeitas de estar a vender segredos da NATO, admite que o cliente recebeu um pagamento do cidadão russo com quem se encontrou em Roma, mas insiste que nada tem a ver com espionagem e garante mesmo que o agente português passou recibo.

Ao fim da tarde de terça -feira passada, o espião foi presente ao juiz Ivo Rosa, do Tribunal Central de Instrução Criminal, mas o interrogatório durou menos de duas horas.

A assessora de imprensa da Procuradoria-Geral da República, Sandra Duarte, confirmou à comunicação social que o arguido foi ouvido e adiantou que as medidas de coacção seriam conhecidas no final do dia. Prisão preventiva foi o resultado.

Esperemos que os investigadores não tenham tido mais olhos do que barriga porque isto de panhar um espião ao serviço dos russos é um grande espectáculo internacional que toda a gente gostaria de dar.

 «Faça-se um grande esforço para se confiar na justiça.»

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !