BANCADA DIRECTA: O Orçamento de Estado e a reação do PSD à promulgação do PR: Pelo menos em tempo de Santa Páscoa podiam ser honestos, nem que fosse uma só vez!

quarta-feira, 30 de março de 2016

O Orçamento de Estado e a reação do PSD à promulgação do PR: Pelo menos em tempo de Santa Páscoa podiam ser honestos, nem que fosse uma só vez!


Reagindo à comunicação do Presidente da República sobre a promulgação do orçamento para 2016, Matos Correia, do PSD, declarou, segundo o Público:

 «O “modelo inspirador” do OE 2016 a que o Presidente fez referência é um modelo “errado”. É um modelo “baseado no estímulo ao consumo”, que, no passado, “já deu mostras de não servir os interesses” do país e que “conduziu Portugal ao resgate de 2011”, argumentou Matos Correia no Parlamento.

Os sociais-democratas afirmam que têm um modelo alternativo, aquele que desenvolveram na última legislatura e inscreveram no seu programa eleitoral, que aposta no crescimento da economia por via do aumento das exportações e do investimento privado.

“O caminho do Governo não é este e é um mau caminho”, resumiu Matos Correia.»


Comentário
Em 2010, o «estímulo ao consumo» foi uma decisão tomada a nível da UE (à semelhança de outras zonas do mundo) para contrariar os efeitos económicos da crise financeira internacional. Portugal beneficiou, então, de taxas de juro excecionalmente baixas nos empréstimos do BEI, que teve interesse em aproveitar.

Não foi o «estímulo ao consumo» que conduziu Portugal ao resgate. Foram as taxas de juro da dívida pública (soberana) icomportavelmente elevadas, fruto da especulação, a que o Banco Central Europeu apenas reagiu e pôs fim num estádio avançado, tardio e calamitoso da crise. Agora, nada dessa situação se verifica.

O grande impulsionador do «aumento das exportações» foi o governo de José Sócrates, tendo a coligação colhido e assumido como seus os louros.

A que «investimento privado» ocorrido na legislatura anterior se estará a referir Matos Correia? Tirando a compra de casas por chineses e outros estrangeiros, não se viu muito mais.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !