BANCADA DIRECTA: Sabado: o meu dia de reflexão. Lembram-se do Vitor Gaspar, o tal incompetente que jorrava mais petulancia e tiques de superioridade do que uma criatura aparvalhada?

sábado, 12 de dezembro de 2015

Sabado: o meu dia de reflexão. Lembram-se do Vitor Gaspar, o tal incompetente que jorrava mais petulancia e tiques de superioridade do que uma criatura aparvalhada?


Lembram-se do Vítor Gaspar? 

 Calculo que já não se lembrem dessa personagem, dos seus tiques, das centenas de artigos de opinião laudatórios da sua personagem, do elogio da avó Prazeres da Serra da Estrela, da colagem aos tiques virtuosos do ruralismo salazarista, das referências às suas ligações ao BCE, do seu sentido de humor, do ar de superioridade com que se dirigia a tudo e a todos, do seu artigo publicado no site do ministério das Finanças alemão, da acusação de ser o membro da troika feita por jornalistas irlandeses, e, por fim, da sua carta de demissão admitindo o seu falhanço. 

 Gaspar falhou a tempo de vagar um lugar no FMI e retirar-se como muitas das vítimas das suas políticas para uma zona de conforto no FMI. Do executor da grande experiência da desvalorização fiscal, já ninguém fala, como ninguém fala do falecido António Borges, um teórico da desvalorização fiscal que antes do modesto secretário de Estado dos Transportes ser promovido a especialista internacional das privatizações dava assessoria ao governo neste dossier. 

 Gaspar era uma sumidade, 

Gaspar mandava em Passos Coelho, 

Gaspar era tu cá e tu lá com a malta do BCE e da famigerada Troika

Deus te conserve na penumbra por muitos e bons anos. 

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !