BANCADA DIRECTA: Paulo Portas, desapareceu para voltar, desapareceu por não conviver com uma nova situação que renega ou apenas submergiu? (esta referencia nada tem a ver com a negociata dos submarinos)

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Paulo Portas, desapareceu para voltar, desapareceu por não conviver com uma nova situação que renega ou apenas submergiu? (esta referencia nada tem a ver com a negociata dos submarinos)


Paulo Portas deixa a cúpula dirigente do CDS/PS após 15 anos de liderança.

A sua saída da liderança do partido seria uma das 'opções naturais' (óbvias) após o derrube, em 10.11.2015, no Parlamento, do Governo chefiado por Passos Coelho e de que era vice-primeiro-ministro.

Foi, com a sua atitude, o primeiro político de Direita a mostrar que compreendeu a chegada de um novo ciclo e daí tirou consequências.

Mas com Portas nunca se sabe se saiu, se está emboscado ou se (já) começou a preparar o regresso. 
Talvez o mais apropriado seja considerar que submergiu face à cena política em desenvolvimento no País.

Glu, glu, glu......

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !