BANCADA DIRECTA: Mudava-se aos cinco e acabava aos dez. E quando se dava uma topada num dedo e fazia sangue, primeiro limpava-se à bola de trapos e depois punha-se terra por cima. Assim eram os nossos jogos e nem se falava de milhões "à Jesus" e nem existia o fenómeno Bruno de Carvalho

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Mudava-se aos cinco e acabava aos dez. E quando se dava uma topada num dedo e fazia sangue, primeiro limpava-se à bola de trapos e depois punha-se terra por cima. Assim eram os nossos jogos e nem se falava de milhões "à Jesus" e nem existia o fenómeno Bruno de Carvalho

Mudava-se aos cinco e acabava aos dez. 
E quando se dava uma topada num dedo e fazia sangue, primeiro limpava-se à bola de trapos e depois punha-se terra por cima. 
Assim eram os nossos jogos e nem se falava de milhões "à Jesus" e nem existia o fenómeno Bruno de Carvalho. 
E Passos Coelho nem os pés tinha preparado para jogar descalço. Jogar descalço vai ele fazer num governo minoritário

Vamos começar a jogatana (1)

Começamos com Passos Coelho

Portanto, é escusado fazer ar de duro porque ninguém tem medo dele e toda a gente já viu que a sua ida ao largo do Rato parecia uma ida à sopa dos pobres. A verdade é que Cavaco Silva encomendou-lhe uma solução governativa e apesar de António Costa ter sido ignorado pela presidência tem sido ele a liderar este processo.

Passos pouco mais fez do que andar a mendigar o poder, seja em reunião com Costa, seja através dos recados que manda a Cavaco através da comunicação social. Este Passos é mesmo forte com os fracos e um cagarolas quando o fraco é ele. 

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !