BANCADA DIRECTA: Claro que para os investigadores tratava-se de mudar aos cinco e acabar aos dez. Mas a Justiça tem falhas e haver o facto de não acusação atempadamente José Socrates teve de ser libertado

sábado, 17 de outubro de 2015

Claro que para os investigadores tratava-se de mudar aos cinco e acabar aos dez. Mas a Justiça tem falhas e haver o facto de não acusação atempadamente José Socrates teve de ser libertado


Mudou mesmo aos cinco e acabou aos dez. Derrota intragavel para o Ministério Publico e para Carlos Alexandre

Não queremos estes investigadores a jogarem à baliza na minha equipe

Quase onze meses depois, José Sócrates está livre.

O Ministério Público reduziu a medida de coação aplicada ao ex-primeiro-ministro, que deixa agora de estar sujeito a prisão domiciliária. Os advogados criticam a Procuradoria-Geral da República por “mentir” sobre os motivos que justificam a alteração da medida.

Desde esta sexta-feira que os agentes da polícia deixaram de estar à porta do número 33 da rua Abade Faria, em Lisboa.

Esta é a primeira alteração prática da decisão tomada pela Procuradoria-Geral da República: José Sócrates deixa de estar sujeito à medida de coação de prisão domiciliária com vigilância policial. A decisão chegou às redações durante a tarde de sexta-feira.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República fundamenta a decisão por, alegadamente, a investigação se encontrar já suficientemente avançada, não havendo agora perigo de perturbação do inquérito

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !