BANCADA DIRECTA: Mas afinal vamos lá saber o que é que esta União Europeia interessa aos portugueses. O nosso cronista Dom Payo Peres Correia põe para apreciação dos seus leitores esta questão.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Mas afinal vamos lá saber o que é que esta União Europeia interessa aos portugueses. O nosso cronista Dom Payo Peres Correia põe para apreciação dos seus leitores esta questão.


Mas afinal vamos lá saber o que é que esta União Europeia interessa aos portugueses. O nosso cronista Dom Paio Peres Correia põe para apreciação dos seus leitores esta questão. 


Nota introdutória sobre o nosso cronista D. Paio Peres Correia


Este nosso contemporâneo do Mestre de Avis que viria a ser Rei de Portugal, está há muito no Ceu.
 Mas tem lá no alto um lugar privilegiado para observar a Terra e está sempre com particular atenção ao seu rincão natal. Está farto de ver tanta trafulhice e anda a bufar por tudo o que é nuvém "Um dia destes vou lá a baixo e corro tudo à espadeirada"

E por andar muito zangado resolveu escrever mais um texto que chegou ao blogue pelas vias normais.
 D. Paio Peres Correia um fidalgo sem papas na língua. 

DEUS NOS LIVRE DESTA UNIÃO EUROPEIA



Eu acho que os europeus não mereciam a situação a que chegámos.


Esta Europa está nas mãos da alta finança, dos especuladores, de pessoas sem escrúpulos.
Humilham os princípios democráticos com os quais enchem a boca e afirmam defenderem. Os políticos não mandam nada. São paus mandados.


Você – amigo leitor – alguma vez foi chamado para decidir se queria pertencer à União Europeia?


Eu digo-lhe: tenho vergonha de pertencer enquanto cidadão europeu e português em particular a esta vergonha.


Quem autorizou os políticos golpistas a assinar por nós tratados que nunca discutimos nem sancionámos? Quem autorizou a venda da nossa independência? Ou já não somos independentes e afinal o hino, a bandeira e o resto são meras tretas?


E a falta de respeito pelos nossos antepassados que criaram com o suor do seu trabalho o país que nos legaram e que agora vendem a retalho?


E não estou a poupar ninguém. Os governos que surgiram após o PREC começaram a fazer ruir aos poucos o país. Foram anos seguidos da contra revolução. Pouco a pouco os antigos senhores regressaram ao país e a devolução aos esbulhados “legítimos proprietários” donos antigos do País. As tais famílias que eram os donos disto tudo. Voltaram e estava tudo perdoado. Até indemnizado! Regressaram as grandes fortunas. E as leis que eram favoráveis aos trabalhadores foram-se rasgando.


Hoje já muito pouco há para vender. Talvez se lembrem de vender o oxigénio, o sol, o mar, as praias, os monumentos nacionais, as almas.
Admiram-se se mais de metade (a maioria) da população já não votar?  É que chegou à conclusão que o voto é uma treta e não altera nada. Quem manda é quem domina as finanças. Mais nada. Vejam ao que está a suceder na Grécia. O voto elegeu um grupo que apresentou um projecto. Veio logo o paralítico do ministro alemão dizer aos gregos que votaram mal. Não tem um pingo de vergonha na cara.


Faz-me lembrar o Henry Ford que dizia que o pessoal podia escolher a cor do carro que entendesse desde que fosse o preto.


Era útil que deitassem para o lixo tudo o que até agora fizeram de tratados e começassem tudo de novo. Esta Europa eu não quero. Ponto Final.


O que se disse mal do comunismo, do socialismo e hoje tem o desplante de ir vender a EDP ao Partido Comunista Chinês!

Ass. Dom Paio Peres Correia
Algures por aí. 2015. Junho. 21

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !