BANCADA DIRECTA: Bruxas, bruxedos, pézinhos de chi-ri-ti-ti e vamos lá ajudar os banqueiros deste país. Submarinos não se metem com ninguém e não prejudicam o defice. Sujam é as águas por onde submergem e sem sentido prático. A crónica desembruxada do nosso colaborador "Olho Vivo e Pé Ligeiro"

sábado, 20 de junho de 2015

Bruxas, bruxedos, pézinhos de chi-ri-ti-ti e vamos lá ajudar os banqueiros deste país. Submarinos não se metem com ninguém e não prejudicam o defice. Sujam é as águas por onde submergem e sem sentido prático. A crónica desembruxada do nosso colaborador "Olho Vivo e Pé Ligeiro"

MÃEZINHA
QUANDO EU FOR GRANDE QUERO SER BRUXA.


Bruxas, bruxedos, pézinhos de chi-ri-ti-ti e vamos lá ajudar os banqueiros deste país
Submarinos não se metem com ninguém e não prejudicam o defice. 
Sujam é as águas por onde submergem sem sentido prático

Mãezinha, já tenho 29 anos, acabei há imenso tempo o Curso Superior de Gestão e até fiz o doutoramento, para entreter, visto que nunca consegui um emprego, nem a recibo verde. 

Por isso ainda estou às “sopas” da mamã que infelizmente está por sua vez dependente da avozinha que por sua vez tem a reforma do falecido avozinho que era motorista de um ministro do antigamente. 

 Mas é assim. Temos que pagar a dívida porque andámos todos a viver acima das nossas possibilidades. Alguém terá que pagar os excessos. A Banca tem que ser ressarcida. Andam para aí a dizer que se gastou muito dinheiro em submarinos. 

Ora não comprámos centenas, foram só dois e foi sem querer. Os alemães é que nos obrigaram e com toda a razão porque servem para vigiar o fundo do mar e o movimento insidioso dos malvados dos inimigos dos amigos norte-americanos. 

 Que diabo, é preciso colaborarmos com a ONU. Como tenho visto na SIC e na TVI nas deliciosas e inócuas manhãs, diariamente, umas senhoras que me parecem bruxas, muito simpáticas a dar bons conselhos a pessoas desesperadas – uma espécie de psicólogas amigas e desinteressadas – que no meio da conversa da treta vendem uns objectos lindos que dão sorte a quem os comprar. Fica tudo a ganhar. 

Mas as bruxas ganham bem, de certeza. Por isso era bom para mim que também tenho uma certa lábia, sei argumentar, e nem me importo ficar a recibo verde. A Sic já tem uma residente mas eu podia ficar a fazer as férias… 

 Pode ser que o tio Balsemão – um mãos largas – me ajude a ajudar a minha mãe. Somos uns para os outros. 

Como dizia Maria Madalena que também gostava de dar.

Olho Vivo e Pé Ligeiro
Lisboa. 2015. Junho. 19

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !