BANCADA DIRECTA: Um monstro! O jornalista Fernando Correia diz que foi um monstro que esta Vida e esta Sociedade criou

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Um monstro! O jornalista Fernando Correia diz que foi um monstro que esta Vida e esta Sociedade criou

Um monstro! 
O jornalista Fernando Correia diz que foi um monstro que esta Vida e esta Sociedade criou 
Artigo de Fernando Correia 

Não sei como lhe hei-de chamar, mas por certo trata-se de um monstro que a Vida criou sem dó nem piedade e que anda por aí  a fazer de conta que é alguém. Mas não é!

E de tal forma se afirma como monstro que a morte para ele, não é castigo. É pena leve para quem mata apenas porque quer matar; porque mata porque não tem sentimentos; porque mata por nada; porque o seu coração é de pedra, porque o seu cérebro é feito de água podre. 

Matou o filho de seis meses! E se matar não é direito concedido por nenhum dogma, por mais absurdo que seja, matar um bebé no berço, a nascer apara a vida, é um acto de crueldade sem par. O monstro vai para a prisão que não eterna: por isso continuará a ser um monstro. 


Por isso sairá monstro e o Universo não o quererá, porque a natureza não contempla seres deste tipo e desta índole, sem alma, sem pensamento, sem coração, sem qualquer sentimento que ultrapasse o desejo de beber um copo de vinho. Não sei que raio de Mundo é este que admite seres como assim. 

Mas fico a pensar que só por uma aberração da natureza não explicada, pode existir alguém que actue desta forma 

Ao mesmo tempo que me revolto com o nojo que este individuo representa, abro o meu coração ao amor e à ternura daqueles cães sem abrigo que uma boa senhora alimentava diariamente e que foram velar o corpo da sua benfeitora quando esta partiu. 


Por isso gosto tanto dos animais. Por isso, cada vez mais abomino certos seres considerados humanos, mas que são apenas excrementos da Sociedade. A Vida só deve ser vivida por quem a merece e a justifica. 

 Fernando Correia

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !