BANCADA DIRECTA: Mostrem-me lá essa tal lista VIP para eu conhecer os intocaveis.Isto é que anda para aqui uma caldeirada à "fragateiro" com ameijoas no fundo do tacho para esconder o peixe grosso. Isto só em Portugal no domínio da senhora Albuquerque......

quinta-feira, 19 de março de 2015

Mostrem-me lá essa tal lista VIP para eu conhecer os intocaveis.Isto é que anda para aqui uma caldeirada à "fragateiro" com ameijoas no fundo do tacho para esconder o peixe grosso. Isto só em Portugal no domínio da senhora Albuquerque......


Mostrem-me lá essa caldeirada "à fragateiro"!
Aliás mostrem-me essa tal lista VIP para eu conhecer os intocáveis.
Isto é que anda para aqui uma caldeirada "à fragateiro" com ameijoas no fundo do tacho para esconder o peixe grosso. 
Isto só em Portugal no domínio da senhora Albuquerque......

Num dia o governo manda a IGF investigar a AT para verificar o que se passou em relação à lista VIP, no dia seguinte o director-geral da AT demite-se e garante que não existe lista VIP poucas horas depois o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais prontifica-se a ir ao parlamento prestar todos os esclarecimentos. 


Justifica-se uma pergunta: se o secretário de Estado sabe de tudo e até pode esclarecer o parlamento o que vai a IGF investigar que o governo ainda não saiba? 
Começa a justificar-se uma segunda pergunta, o director-geral demitiu-se por sua iniciativa ou perante erros sucessivos que suscitaram dúvidas o governo optou por o sacrificar de forma pouco digna? 

Se há fundamento para ser aceite a demissão do director-geral então também haverá fundamento para pedir a demissão do secretário de Estado, porque se aceita a eventualidade de terem sido cometidos abusos é inaceitável que um membro do governo que tutela uma única direcção-geral sendo na prática o seu verdadeiro-director-geral não assuma a responsabilidade política. 


 «O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, afirmou hoje que está disponível para ir ao parlamento prestar todos os esclarecimentos necessários no âmbito da eventual existência de uma lista de contribuintes VIP.

"Estou totalmente disponível para ir ao parlamento no mais curto espaço de tempo no sentido de prestar todos os esclarecimentos que se considerem necessários", afirmou Paulo Núncio aos jornalistas, à margem da conferência "Execução do Orçamento do Estado para 2015", que decorre em Lisboa. 

 Na terça-feira, o PS requereu a presença no parlamento do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais e do presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos para darem esclarecimentos sobre a eventual existência de uma lista VIP de contribuintes.» 

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !