BANCADA DIRECTA: Mas qual consenso, qual carapuça? São uns a impor as suas vontades pessoais e outros a acachaparem-se tal e qual como cordeiros submissos……Até que surge um dos marginalizados que ousa dizer não! É o caso da Grecia

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Mas qual consenso, qual carapuça? São uns a impor as suas vontades pessoais e outros a acachaparem-se tal e qual como cordeiros submissos……Até que surge um dos marginalizados que ousa dizer não! É o caso da Grecia


Mas qual consenso, qual carapuça? 
São uns a impor as suas vontades pessoais e outros a acachaparem-se tal e qual como cordeiros submissos……
Até que surge um dos marginalizados que ousa dizer não! 
É o caso da Grecia 

 E lá caiu mais uma mentira daquelas que se tornam verdades inquestionáveis de tantas vezes que são repetidas. 


 A Europa era uma comunidade harmoniosa e feliz caracterizada por negociações permanentes das quais resultavam sempre, sempre, mas sempre vantagens para todos os membros da grande família. 


 Eis senão quando um dos todos, não um convidado, um membro tão membro como os restantes, decidiu que já era tempo de quebrar um consenso que estava a destruir o seu país. 

 Em vez da solidariedade e da compreensão que lhe eram devidas, pregaram-lhe com um ultimado desumano.:o Eurogrupo fixou um prazo até ao fim da semana para a Grécia pedir um prolongamento do actual programa ao qual a família continua a nomear como de "ajudafinanceira", a destruição que o novo Governo de Atenas teve a dignidade de recusar. 


 O "consenso" sempre foi um jogo em que uns mandam e outros se prestam ao papel de seus vassalos submissos. 


Prestavam. É o caso da Grecia. 


E segundo se sabe ainda nenhum dos restantes países em dificuldades tem a coragem de assumir esta postura…..

1 comentário:

luis pessoa disse...

Hoje, mais um nojo, quando a ministra Albuquerque sentada ao lado de um dos algozes da Europa, um ministro decrépito da potência colonizadora da Europa, a Alemanha, foi ao beija mão pedir o favorzinho de dizer umas palavritas a nosso favor... Lembrou o diálogo do seu antecessor Gaspar com a mesma sinistra figura...
E o tipo abriu a bocarra e disse que Portugal e a Irlanda são os exemplos de que o "programa de ajustamento" é um sucesso!
E aquela pobre figura casada com um gajo que dá porrada em quem critica, toda inchada... Sucesso!
Não há miséria, nem pobreza, nem desgraça, nem desemprego, nem indústria destruída, nem roubos de salários e pensões, nada que destrua aquele imbecil sorriso com que se ouvem os tiranos a elogiar os invertebrados!
Hoje, tive nojo do meu Cartão de Cidadão! Hoje fui absolutamente Grego, mesmo sem saber o que a matilha de lobos (sem ofensa para estes) prepara aos gregos!
Hoje, lembrei-me de Zeca Afonso quando ele no Dafundo, numa das tertúlias clandestinas cantou um dia, nos idos dos anos 60 do século passado, que podia ser sobre esta gentinha:
"Em vénias malabares à luz do dia
Lambuzam da saliva os maiorais
E quando os mais são feitos em fatias
Não matam os tiranos pedem mais"

Obrigado Pela Sua Visita !