BANCADA DIRECTA: É preciso ter uma grande "latosa" Se este primeiro ministro não nascesse teria de ser inventado! Qualquer pessoa de bem vê esta triste realidade desta pobreza aviltante e este senhor diz que não é verdade.......

domingo, 1 de fevereiro de 2015

É preciso ter uma grande "latosa" Se este primeiro ministro não nascesse teria de ser inventado! Qualquer pessoa de bem vê esta triste realidade desta pobreza aviltante e este senhor diz que não é verdade.......


Passos diz que dados sobre risco de pobreza não reflectem situação actual. 
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse este Sábado, em Fátima, distrito de Santarém, que os dados do Instituto Nacional de Estatística sobre o risco de pobreza são um "eco" do que o país passou, mas não a situação actual.

"A notícia como eu referi que veio ontem (sexta-feira) divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística é um eco daquilo por que passámos, não é a situação que vivemos hoje, reporta àquilo que foi a circunstância que vivemos, nomeadamente em 2013 que foi, talvez, o ano mais difícil em que o reflexo de medidas muito duras tomadas ao longo do ano de 2012 acabaram por ter por consequência", afirmou Pedro Passos Coelho.

Francamente.........

2 comentários:

luis pessoa disse...

Primeiro tinhamos de definir o que é pobreza para esta gente. Quando são capazes de vir falar em poupanças na Segurança Social, por exemplo, quando elas são por via dos cortes de subsídios a pobres, abonos de família, etc., quando toda a gente honesta e de bem sabe que não houve aumentos de rendimentos para retirar os apoios, mas apenas o baixar dos limiares para a sua recepção, logo, criando miséria sobre a miséria, estamos conversados!
Num país em que se fala de POUPANÇAS na saúde e elas são apresentadas como um triunfo da governação e depois as pessoas morrem sem assistência numa urgência de um hospital que não tem médicos nem enfermeiros suficientes e muito menos materiais básicos, estamos conversados!
Isto, este país a brincar, não é para pessoas! Estes governantes da treta hão-de um dia responder perante um tribunal independente e honesto, para responderem por estes crimes. Por andarem a confiscar os rendimentos das pessoas ao ponto de cobrarem somas inimagináveis de impostos e agora, quando descobrem que foram além do esperado, em vez de acudirem ao Povo, nada disso, querem ir a correr ao FMI pagar juros antecipados, em manobras que as vozes do dono das televisões e rádios vêm catalogar de "estratégia brilhante"! Para essa gente, o Povo atrapalha como o caraças! Que chatice haver pessoas neste paraíso, pensarão com tristeza, como os números seriam belíssimos se não houvesse estes trastes dos reformados e pensionistas, desempregados e trabalhadores mal pagos... E não se poderão exterminar?

Adriano Ribeiro disse...

Caro Luis
Faço minhas as suas palavras
Abraço
Adriano Rui Ribeiro

Obrigado Pela Sua Visita !