BANCADA DIRECTA: Telma Monteiro e Vasco Ribeiro honraram o nome de Portugal ao conquistarem triunfos nos torneios a que concorreram. A judoca Telma Monteiro ficou com a medalha de ouro ao vencer o Grand Slam de Abu Dhabi e o surfista Vasco Ribeiro conquistou o titulo de Campeão do Mundo de 2014 na classe de juniores. Parabens a ambos. É o “Desporto no Bancada Directa”

sábado, 1 de novembro de 2014

Telma Monteiro e Vasco Ribeiro honraram o nome de Portugal ao conquistarem triunfos nos torneios a que concorreram. A judoca Telma Monteiro ficou com a medalha de ouro ao vencer o Grand Slam de Abu Dhabi e o surfista Vasco Ribeiro conquistou o titulo de Campeão do Mundo de 2014 na classe de juniores. Parabens a ambos. É o “Desporto no Bancada Directa”

Telma Monteiro e Vasco Ribeiro honraram o nome de Portugal ao conquistarem triunfos nos torneios a que concorreram.
A judoca Telma Monteiro ficou com a medalha de ouro ao vencer o Grand Slam de Abu Dhabi e o surfista Vasco Ribeiro conquistou o titulo de Campeão do Mundo de 2014 na classe de juniores. Parabens a ambos.
É o “Desporto no Bancada Directa”

Telma Monteiro conquista a nedalha de ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

A judoca portuguesa Telma Monteiro conquistou nesta sexta-feira a medalha de ouro na categoria de -57kg do Grand Slam de Abu Dhabi, ao derrotar a francesa Laetitia Blot, 14.ª do ranking mundial, na final. Depois de ter conseguido uma vantagem de waza-ari, com uma projecção, Telma Monteiro ganhou por ippon, graças a uma imobilização, e garantiu o segundo triunfo do ano, depois da vitória no Open de Varsóvia.

Vice-campeã do mundo pela terceira vez este ano e oitava do ranking mundial, a judoca do Benfica, de 28 anos, conquistou ainda duas medalhas de bronze esta época, nos Europeus e no Grande Prémio de Ulan Bator.
A caminhada para a final de Telma Monteiro começou frente a Al Jalili Al Nuaimi, com a portuguesa a afastar a judoca dos Emirados Árabes Unidos em apenas 13 segundos, graças a um ippon.
Com um waza-ari, a judoca do Benfica bateu a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard e qualificou-se para a final ao eliminar a norte-coreana Ri Hyo Sun no ponto de ouro, quando os juízes atribuíram uma segunda penalização à asiática. Em -52kg, Joana Ramos terminou em quinto lugar, ao perder por ippon na luta pelo bronze com a russa Natalia Kuziutina, número quatro do mundo, mas somou mais 100 pontos e manteve a tendência de subida no ranking, no qual ocupa a 14.ª posição.

A fazer uma segunda metade de época muito positiva, com vários pódios e uma vitória no Grande Prémio de Astana, Joana Ramos iniciou a competição com um triunfo sobre a holandesa Birgit Ente, por penalização, mas perdeu de seguida por ippon com a francesa Annabelle Euranie, 10.ª da hierarquia, que viria a conquistar a outra medalha de bronze. Na repescagem, a judoca do Sporting bateu a italiana Odette Giuffrida, por waza-ari, e ganhou direito a lutar pelo bronze, mas acabou imobilizada por Kuziutina e derrotada por ippon.

Vasco Ribeiro, campeão mundial de surf júnior:

Surfista português fez uma final quase perfeita nas ondas da Ericeira

Vasco Ribeiro ainda tinha o cabelo molhado quando levantou o troféu e tudo aconteceu muito depressa. Demasiado depressa para que o surfista português conseguisse interiorizar o que tinha acabado de acontecer na praia de Ribeira d'Ilhas, na Ericeira: Vasco Ribeiro é o novo campeão mundial de surf júnior.

É o primeiro português a consegui-lo e é apenas a segunda vez que um europeu vence um dos mais importantes campeonatos de surf. Chega ao fim um mês louco para o surf em Portugal. Quatro campeonatos, dois portugueses nas meias finais [Tomás Fernandes perdeu com Italo Ferreira] e um campeão do mundo. Qual é o balanço?



O surf está a crescer muito em Portugal, temos ótimos surfistas jovens e temos tudo para o grande salto para os mundiais. É esperar para ver. Estou muito feliz.
Vasco Ribeiro bateu na final o brasileiro Italo Ferreira, que por sua vez tinha eliminado o português Tomás Fernandes na meia-final. Na hora da decisão, Vasco Ribeiro abriu com uma onda de nove pontos (em 10 possíveis). O brasileiro respondeu, com algumas ondas médias, mas sem conseguir encontrar as melhores pontuações.

O momento decisivo surgiu perto do fim. Italo Ferreira tinha prioridade (o que significa que podia arrancar em qualquer onda que surgisse) e precisavam de uma boa nota. Mas deixou passar uma onda, sem se mostrar interessado, e o português não hesitou.
A tal onda que o surfista brasileiro não quis rendeu ao português a melhor nota da final: 9,63 pontos, com uma sequência de manobras que impressionou os juízes. "Está a surfar melhor do que alguma vez vi", afirmou o comentador Richard "Dog" Marsh, um ex-surfista profissional que é hoje um dos treinadores mais conceituados do mundo.

No pódio, depois de receber o troféu, Vasco Ribeiro, que fez uma final quase perfeita, optou por falar em português primeiro, dirigindo-se ao público na praia para agradecer o apoio. O novo campeão do mundo júnior, que se encontra no número 53 do Circuito Mundial de Qualificação (WQS), tem ainda alguns campeonatos pela frente até ao final do ano, em especial os que se disputam no Havai.

O surfista português sucede no trono ao brasileiro Gabriel Medina - que este ano é o principal candidato ao título mundial de surf profissional.
 
Nota de Bancada Directa: Não está referido no texto mas o surfista Vasco Ribeiro faz surf nas praias do Estoril, principalmente na Praia da Poça ali perto de São João do Estoril


Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !