BANCADA DIRECTA: O que faz correr Isabel Moreira? Nem se conformou que todo o partido recuasse na proposta para a recuperação das subvenções a ex politicos, como até se dá ao desplante de dizer que vai recorrer para o Tribunal Constitucional.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O que faz correr Isabel Moreira? Nem se conformou que todo o partido recuasse na proposta para a recuperação das subvenções a ex politicos, como até se dá ao desplante de dizer que vai recorrer para o Tribunal Constitucional.

O que faz correr Isabel Moreira?
Nem se conformou que todo o partido recuasse na proposta para a recuperação das subvenções a ex politicos, como até se dá ao desplante de dizer que vai recorrer para o Tribunal Constitucional.

A deputada socialista Isabel Moreira admitiu esta sexta-feira à comunicação social que vai recorrer ao Tribunal Constitucional para repor as subvenções vitalícias. Não, nem o número que prepararam para esta manhã foi um repente de bom senso, nem a vergonha de ontem foi um mal entendido.
Depois de o PSD ter retirado esta manhã a proposta, Isabel Moreira admitiu participar num pedido de fiscalização sucessiva junto do Tribunal Constitucional da norma do Orçamento do Estado (OE) que mantém a suspensão do pagamento das subvenções vitalícias superiores a dois mil euros mensais a ex-titulares de cargos políticos.

Na sua página de Facebook, Isabel Moreira argumenta que “se o regime de excepção acabar, as subvenções retroactivas voltarão, mas em maior valor do que o que fora proposto.”

E lança farpas à direita: “Dois deputados [Couto dos Santos do PSD e José Lello do PS] propuseram o fim do regime de excepção quanto às subvenções, ainda assim penalizando-as mais do que o que se passa com a CES geral. Ontem, o PSD em comissão aceitou esta última proposta de um deputado do PSD e de um deputado do PS. Não é o PS que está em cheque no critério.

Temos de perguntar à direita por que razão só aceita esta alteração e não as outras propostas de justiça social fundamental.” Um comentário que já mereceu mais de 150 respostas, a maioria de contestação à proposta e à deputada.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !