BANCADA DIRECTA: Isto parece um arrufo de namorados que vai dar em nada. Passos garante que não escondeu nada a Cavaco sobre o BES. São mais os interesses políticos que os juntam do que as divergências que os separam!

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Isto parece um arrufo de namorados que vai dar em nada. Passos garante que não escondeu nada a Cavaco sobre o BES. São mais os interesses políticos que os juntam do que as divergências que os separam!

Isto parece um arrufo de namorados que  vai dar em nada. Passos garante que não escondeu nada a Cavaco sobre o BES. São mais os interesses políticos que os juntam do que as divergências que os separam! 

"Nenhuma informação relevante foi ocultada" ao Presidente da República" sobre o caso BES afirmou esta quarta-feira o primeiro-ministro. 

O primeiro-ministro garantiu hoje que "nenhuma informação relevante foi ocultada" ao Presidente da República" sobre o caso BES e disse ter a certeza que Cavaco Silva teve "plena ocasião" para colocar as questões que entendesse pertinentes. 

"Tenho a certeza que o senhor Presidente da República teve plena ocasião para colocar todas as questões que entendia pertinentes para aclarar o que fosse necessário sobre estas matérias e que nenhuma informação relevante foi ocultada evidentemente ao senhor Presidente da República", afirmou o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, em declarações aos jornalistas a propósito das declarações do chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, sobre o caso BES. 

No domingo, Cavaco Silva disse esperar que que o Governo lhe comunique "factos relevantes" logo que tenha conhecimento deles e espera que isso tenha acontecido em relação ao caso BES. 

O comentário


Cavaco Silva diz que recebeu informações do Governo sobre o “naufrágio financeiro do BES, mas não tem a certeza de que lhe deram todas as informações.

  
Vive-se do aspecto, tudo aparentemente "natural", porque as nebulosas não são esclarecidas, e os comentadores que tinham obrigação de as clarificar não o fazem por incompetência,  ou porque têm interesse em manter estas nebulosas

 Há pouco tempo, o Dr. Cavaco afirmou que não havia motivos para os clientes do BES terem sobressaltos. O vulcão já estava activo e, de certeza, muita gente sabia o que se passava no subsolo. O desmoronar do império financeiro foi, pelos vistos e ouvidos, um espanto para o Dr. Cavaco, cuja tranquila persuasão encaminhara milhares de portugueses para os abismos da desgraça.

Veio agora o pobre homem dizer à puridade que ninguém, nem Governo, nem os sábios com que se rodeia, nem o governador do Banco de Portugal, lhe chamara a atenção para o ruído vulcânico já pressentido. A inépcia do Dr. Cavaco, que, em certa ocasião, declarou não perder tempo a ler jornais, e raramente se enganava, tem, como testemunho histórico, a farsa em que vive e nos obriga a viver.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !