BANCADA DIRECTA: Portugal: é este o país que temos! Se não mudarmos o rumo este caminho leva-nos a uma pobreza extrema.

sábado, 19 de julho de 2014

Portugal: é este o país que temos! Se não mudarmos o rumo este caminho leva-nos a uma pobreza extrema.


Portugal: é este o país que temos! 
Se não mudarmos o rumo este caminho leva-nos a uma pobreza extrema. «(...) 
O país está numa encruzilhada: ou continua o caminho da dependência e da pobreza ou muda o rumo. 

 No primeiro caso, continuará à mercê dos agiotas internacionais que têm tido nos Governos portugueses os seus mandatários para gerirem o país de acordo com os mandantes. A austeridade irá ser o eixo da governação: punir os de baixo para que os de cima se tornem ainda mais ricos. 

Virá, sem dúvida, o reino da pobreza. Uma sorte de punição por ter acreditado numa vida com direitos. O país tornar-se-á “competitivo” com base em salários e nível de vida baixos e ocupando na UE um lugar subalterno. As multinacionais cairão no país para lhe sacar as suas riquezas. 

As reformas laborais irão continuar provavelmente até ao dia em que não haja limite para as grandes empregadoras: fim dos horários de trabalho, do salário mínimo, redução das férias, termo à contratação colectiva… Portugal será aquilo que a UE e os seus credores querem que ele seja. A vontade dos portugueses pouco contará, salvo se tiverem a coragem de mudar o rumo. 

E, se a tiverem, irão seguramente travar um imenso debate acerca do futuro do país no euro: a moeda única ajuda ou afunda-nos? É plausível que um pequeno país periférico venha a receber ajuda suficiente da UE para recuperar dos seus atrasos ou esses atrasos agravar-se-ão? 

E se sair do euro quais os problemas que surgirão? O país tem força para os enfrentar? E que perspectiva abre o regresso ao escudo? (...)»» 

Domingos Lopes. 
Fonte: Jornal “Publico” 

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !