BANCADA DIRECTA: Azambuja. Estão prestes a aparecer as Festas anuais da Azambuja. De 29 de Maio a 2 de Junho. Para além do prato forte que são as largadas e corridas de toiros a gastronomnia local terá especial relevo nas tasquinhas e restaurantes. Tudo à beira do Rio Tejo.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Azambuja. Estão prestes a aparecer as Festas anuais da Azambuja. De 29 de Maio a 2 de Junho. Para além do prato forte que são as largadas e corridas de toiros a gastronomnia local terá especial relevo nas tasquinhas e restaurantes. Tudo à beira do Rio Tejo.

Azambuja. 
Estão prestes a aparecer as Festas anuais da Azambuja. 
De 29 de Maio a  2 de Junho. 
Para além do prato forte que são as largadas e corridas de toiros a gastronomia local terá especial relevo nas tasquinhas e restaurantes. 
Tudo à beira do Rio Tejo.

À mesa com a Azambuja. Feira de Maio também homenageia a gastronomia local

Com a Feira de Maio mesmo à porta, o Concelho da Azambuja prepara-se para ser o centro de todas as atenções. A mais castiça das festas ribatejanas, que este ano se realiza entre 29 de Maio e 2 de Junho, não vive apenas da cor e adrenalina das corridas e largadas de toiros. É também ponto de encontro para amantes da gastronomia de tradição. E, neste Concelho da Azambuja, a cozinha que se pratica é tentadora.

As tasquinhas que todos os anos fazem parte desta festa ribatejana são um dos grandes atractivos. Ali provam-se as melhores iguarias regionais e bebe-se o bom e excelente vinho destas paragens. Para os menos conhecedores da cultura gastronómica desta terra, é uma oportunidade para degustar alguns pratos mais tipicos.

Nesta gastronomia rural, que tem uma profunda ligação entre a terra e o rio, é ainda marcadamente rural, o torricado com bacalhau assado  é o prato forte. O bacalhau assado na brasa, qualquer português conhecerá e aprecia, mas o torricado pode suscitar alguma curiosidade.
 Ora, o torricado ou torricada é iguaria muito habitual em todo o território do Ribatejo. Mais comum na companhia do bacalhau, mas também é tradicional juntar-se sardinhas e até carne. E esta delicia tem por ingredientes o pão, o azeite e o alho. Afinal ingredientes recorrentes na deliciosa cozinha portuguêsa.

O torricado é de fácil confecção. Aconselha-se o uso de um bom pão, caseiro de preferencia e já duro que se corta em fatias. Fatias que se golpeiam com a faca de formar quadrados. Salpicam-se com sal grosso, esfregam-se com alho e colocam-se em brasas. Quando começam a aloirar, retiram-se do lume, regam-se com um fio de azeite e voltam ao lume até o pão “chiar”. E já está! Só falta juntar o bacalhau assado na brasa, claro, partido grosseiramente, regado com azeite e temperado com alho.

Além desta delicia, a Azambuja tem muito mais para oferecer à sua mês. Claro está, o pão, o azeite e o alho são ingredientes fortes na construção de receituário desta região, a que se adicionam os produtos da horta. A lapardina (confeccionado a partir das sobras de uma refeição de couve e batatas são exemplos de pratos tradicionais.

Da  ligação ao Rio Tejo surgem as caldeiradas, o ensopado de enguias, as enguias fritas e a açorda de sável, entre outros pratos. Não pode faltar a cumplicidade do pão caseiro e do afamado vinho da região. E para adoçar a boca há que destacar as queijadinhas da Azambuja

Não pode faltar a esta Feira de Maio da Azambuja que é desta maneira uma porta aberta para nos sentarmos à mesa da Azambuja. E delicia-se  com o famoso torricado 

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !