BANCADA DIRECTA: Zita Duarte. Muitas saudades daquela mulher que foi uma grande actriz e da actriz que foi uma grande mulher. Faleceu no ano de 2000 apenas com 56 anos de idade. Durante a sua vida nunca esqueceu Cascais, a terra onde nasceu. A população de Cascais e todos aqueles que gostam de teatro e de cinema jamais esquecerão o seu talento!

domingo, 23 de março de 2014

Zita Duarte. Muitas saudades daquela mulher que foi uma grande actriz e da actriz que foi uma grande mulher. Faleceu no ano de 2000 apenas com 56 anos de idade. Durante a sua vida nunca esqueceu Cascais, a terra onde nasceu. A população de Cascais e todos aqueles que gostam de teatro e de cinema jamais esquecerão o seu talento!

Zita Duarte. 
Muitas saudades daquela mulher que foi uma grande actriz e da actriz que foi uma grande mulher. 
Faleceu no ano de 2000 apenas com 56 anos de idade. 
Durante a sua vida nunca esqueceu Cascais, a terra onde nasceu. 
A população de Cascais e todos aqueles que gostam de teatro e de cinema jamais esquecerão o seu talento!

Zita Duarte nesta tela retratada pelo pintor Reinaldo Silva. O autor soube colocar na sua pintura toda a expressividade do rosto sério e grave da Zita, mas ao mesmo dimanando uma doçura suave dele. A luminosidade dos olhos da actriz está perfeita com a delicadeza das faces

Considerações sobre a figura de Zita Duarte

Recordar é Viver.
E quando nos recordamos de alguém que foi tão importante a sua passagem por esta vida, faz-nos bem à alma e ao espírito recordarmos com saudade essa pessoa. Neste modesto blogue, onde a nossa participação continua activa, apesar da deserção de inúmeros colaboradores, que acharam que esta coisa de blogar era uma trêta, damos especial relevo à rubrica de Salvador Santos intitulada “No Palco da Saudade”. 

 Zita Duarte e Artur Semedo. Filme "O Barão de Altamira". 1986. Argumento e Realização de Artur Semedo. Produção de Antonio Seabra. Zita Duarte interpretou o papel de Irmã Lucia.

Temos muito respeito e saudade pelas figuras já focadas nesta rubrica. E continuaremos a ceder este espaço para que o Salvador continue activo com a sua recordação das figuras que engrandeceram o teatro em Portugal e que, infelizmente, já desapareceram do nosso convívio.

Quando publicámos o post em que era recordada Zita Duarte, tivemos vontade de acrescentar mais umas palavras. Ficámos em silencio. O que o Salvador escreveu já definia e muito bem quem era a Zita. Posteriormente a carta de uma leitora, que conviveu com Zita Duarte, fez-nos recordar alguns factos e teve o condão de nos emocionar. É que Zita Duarte, que foi grande como mulher e grande como actriz merecia estar mais presente na recordação dos portugueses.  Pelo menos com mais frequência. E eu não fujo ao leque destas pessoas esquecidas. Simplesmente a vida fez-me esquecer o valor de uma actriz chamada Zita Duarte. E não só o valor, mas a sua imagem real.

Zita Duarte no filme "Nós por cá tudo bem". 1978. Realização e Argumento de Fernando Lopes.

Nunca concordámos com a frase de Corto Maltese: “Quem vive de recordações é o coveiro do seu próprio cemitério”.      (Hugo Pratt, Corto Maltese – A balada do mar salgado, vol 3, pág. 22).

Estamos em  Cascais. 1958. Nesta altura Zita Duarte tinha 14 anos de idade. Por motivos obrigatórios deixei Lisboa e fui viver para Cascais durante 3 anos. Lembro-me de um grupo de raparigas que frequentavam a praia de Santa Marta, a dos Pescadores e as praias da Rainha e da Duquesa. Convivemos durante os verões com aquelas moças nos areais daquelas praias. 

A esta distancia só me lembro do nome de uma delas, que era filha dos proprietários de um snack bar ali no Largo Assunção, nas traseiras da Igreja. O edificio onde era o snack foi reconstruido e o estabelecimento já não existe. 
Zita Duarte e Luis Miguel Cintra. Peça de  Edward Bond "A Prisão". Um espectáculo arrebatador. Teatro da Cornucópia. Estreia em 26 de Julho de 1995. Tradução e encenação de Luis Miguel Cintra.
Interpretes: Luis Miguel Cintra; Claudia Andrade; Luisa Cruz; Miguel Borges; Rogério Vieira; Luis Lima Barreto; Fernando Ribeiro; Antonio Fonseca; Adriano Luz, Antonio Pires e Luis Lucas em vozes off; Zita Duarte; Rita Loureiro em voz off; José Meireles
Zita Duarte fez o papel de Ellen

Com essa moça tínhamos alguma relação de amizade e por ela soubemos que a maioria das moças que a acompanhavam se dedicavam a dar récitas de teatro. Presumo que a Zita faria parte desse grupo. Nunca tive a oportunidade de assistir a qualquer das récitas. Mas foi natural que eu me tivesse cruzado com a Zita

 Olhos luminosos numa grande actriz
Zita Glória Duarte Silva foi uma estrela do TEC. Nasceu aqui em Cascais a 17 de Fevereiro de 1944. Foi uma das fundadoras da companhia do Teatro Experimental de Cascais, juntamente com Carlos Avilez (encenador da companhia), em 1965. Aqui se manteve até 1975, tendo regressado anos mais tarde para continuar uma sucessão de trabalhos que alternaram entre a comédia, a tragédia e outros géneros. Texto retirado de um blogue)

Quando deixei Cascais e voltei para Lisboa o meu esquecimento daquele grupo de raparigas esteve presente. Ainda soube que a Zita tinha sido a fundadora do Teatro Experimental de Cascais uns 4 anos depois , mas não passou disso.

É a vida!




Filme "Nós por cá tudo bem". 1978. Zita Duarte mostra-nos todo o seu talento interpretando musicalmente "O coro das criadas de servir". Os elementos do coro acompanhante são Madalena Leal e Sheila Charlesworth. Fime de Fernando Lopes, a musica deste tema é do Sérgio Godinho e a letra do Alexandre O´Neil

Por nós, Salvador Santos e Adriano Rui Ribeiro, recordaremos sempre com saudade Zita Duarte

1 comentário:

Anónimo disse...

Boa Noite, antes de mais parabéns pelo blog, é muito bom.
Estou com uma dúvida, no filme No Quarto da Vanda de Pedro Costa, existe uma personagem chamada Zita Duarte que, no filme, é irmã de Vanda Duarte. Gostaria de saber se a Zita Duarte de No Quarto da Vanda é é esta mesma Zita Duarte ou se é apenas uma coincidência de nomes, inclusive já fiz várias pesquisas mas ainda fiquei mais confuso...

Os melhores cumprimentos
Rui

Obrigado Pela Sua Visita !