BANCADA DIRECTA: O Detective Tempicos volta a atacar. Enquanto espera que a miúda da Trofa corresponda assertivamente ao sarilho que lhe criaram com os “pastelinhos de nata” embrenha-se em lides fadistas e escreve temas para fados de primeira água…….Aqui em Roquetas de Mar o Detective Tempicos seria uma estrela com a sua criatividade e espírito jovial para animar esta juventude de futurro incerto

domingo, 15 de dezembro de 2013

O Detective Tempicos volta a atacar. Enquanto espera que a miúda da Trofa corresponda assertivamente ao sarilho que lhe criaram com os “pastelinhos de nata” embrenha-se em lides fadistas e escreve temas para fados de primeira água…….Aqui em Roquetas de Mar o Detective Tempicos seria uma estrela com a sua criatividade e espírito jovial para animar esta juventude de futurro incerto

O Detective Tempicos volta a atacar. 

Enquanto espera que a miúda da Trofa corresponda assertivamente ao sarilho que lhe criaram com os “pastelinhos de nata” embrenha-se em lides fadistas e escreve temas para fados de primeira água…….

Aqui em Roquetas de Mar o Detective Tempicos seria uma estrela com a sua criatividade e espírito jovial para animar esta juventude de futuro incerto 

Meu amor…se bastasse 

Picanço do belíssimo trabalho poético de Manuela de Freitas e música do fado Pedro Rodrigues. Magistralmente cantado por Aldina Duarte e agora desfeiteado por Tempicos. 

- Ai meu amor se bastasse 
E cada vez me apanhasses 
Com outra por cada canto 
- Ai meu amor se bastasse 

Levar-te assim ao castigo 
 E por muito que me esforçasse 
 O que fazer não consigo 
 - Ai meu amor se bastasse 

Mentires que m´eras casta 
Mesmo que eu o provasse 
E por fim lá confirmasses 
Que eu tinha a banza gasta 

Se o que tenho pra te dar 
O meu canto te chegasse 
E o pudesse cantar 
- Ai meu amor se bastasse! 

Lisboa, 1.12.2013 

O autor desta letra

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !