BANCADA DIRECTA: O sentido profissional negativo de muitos funcionários públicos. Ao menos que respeitem as funções que ocupam mesmo que a sua actividade seja nula. Tal deve ser este caso que vos conto.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O sentido profissional negativo de muitos funcionários públicos. Ao menos que respeitem as funções que ocupam mesmo que a sua actividade seja nula. Tal deve ser este caso que vos conto.

O sentido profissional negativo de muitos funcionários públicos. 
Ao menos que respeitem as funções que ocupam mesmo que a sua actividade seja nula. 
Tal deve ser este caso que vos conto. 

Sexta-feira 1 de Novembro de 2013 
Estava em Lisboa com o meu automovel estacionado na Rua Padre Francisco Alvares junto ao Hospital da Cruz Vermelha 

Dado que só permitem estacionamento gratuito de 15 minutos, entrei apenas nas instalações deste hospital para deixar a minha mulher, saí e esperei no local já referido para a ir buscar na devida altura Eram 14h50 e sintonizei o radio na Antena 1. 

Na altura abriram um espaço no programa para a língua portuguesa e convidavam os ouvintes a telefonarem para responderem a uma questão que ia ser posta aos ditos. A área contemplada para os ouvintes responderem era Castelo Branco. Passados uns minutos apresentaram o ouvinte selecionado para responder à questão linguística cá do burgo 


 -Boa tarde! Disse a locutora e continuou 

-Como se chama? 
-João 
-O que está a fazer? Trabalha ou está em descanso? 
-Estou a trabalhar! 
-Posso perguntar-lhe em que é que trabalha? 
-Sou funcionário publico! 

Percebeu-se, pelo hiato da conversa, que a locutora ficou atrapalhada. 

Digo eu que este funcionário publico descredibiliza a classe em que está inserido e penso de que qual fosse a sua disponibilidade para participar no concurso (havia um prémio a ser concedido se a resposta estivesse certa) não o deveria ter feito por respeito ao seu estatuto de trabalhador na função publica 


 E depois não querem que o Governo tenha pouca consideração por esta classe. 


Que não tem culpa de ter no seu meio pessoas como a deste caso.


Adriano Rui Ribeiro

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !