BANCADA DIRECTA: Isto é que anda para aqui uma caldeirada com peixe em mau estado!. O funcionário que gastou meio milhão de Euros a telefonar, o contribuinte a pagar, ele a auferir lucros dos telefonemas e a situação anómala só foi descoberta um ano depois. Aconteceu num qualquer departamento da nossa Segurança Social.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Isto é que anda para aqui uma caldeirada com peixe em mau estado!. O funcionário que gastou meio milhão de Euros a telefonar, o contribuinte a pagar, ele a auferir lucros dos telefonemas e a situação anómala só foi descoberta um ano depois. Aconteceu num qualquer departamento da nossa Segurança Social.



O funcionário que gastou meio milhão de Euros a telefonar.
Chamadas de valor acrescentado
O contribuinte a pagar, ele a auferir lucros dos telefonema.
A situação anómala só foi descoberta um ano depois. 
Aconteceu num qualquer departamento da nossa Segurança Social. 

 Uma notícia não muito destacada, mas bastante significativa, informa-nos que um funcionário da segurança social gastou indevidamente mais de meio milhão de euros de chamadas de valor acrescentado a partir de um telefone do seu serviço. 


A parte que acho significativa é só ter sido descoberto um ano depois de ter começado a fazer as chamadas. Se ele utilizasse o telefone de uma forma regular, tal significa que esse telefone conheceria um acréscimo de mais de 40 mil euros por mês na conta. 

Ora, um serviço que demora 12 meses a detetar uma coisa destas funciona duvidosamente. Mas há outro aspeto que me diz ser esta notícia significativa. Em Portugal há uma enorme tendência para "atirar sobre os generais". 

Este funcionário, que presumo ser um soldado, gastou abusivamente mais de 500 mil euros. Se pusermos a hipótese de uma pequena minoria dos funcionários (digamos, um por cento) gastarem mal 10% do que ele gastou, chegamos a um número da ordem dos 250 milhões de euros mal gastos (5000 x 50 mil). 


Se formos mais severos, depressa chegamos a números mais elevados. Não é fácil perceber que coisas destas só acontecem quando se lida com o dinheiro dos outros (nos bancos também ocorrem). 


Neste caso, com o dinheiro que é de todos

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !