BANCADA DIRECTA: Paraplégico é atropelado deliberadamente e a condutora pôs-se em fuga. Aconteceu num dos parques de estacionamento do Shopping de Cascais

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Paraplégico é atropelado deliberadamente e a condutora pôs-se em fuga. Aconteceu num dos parques de estacionamento do Shopping de Cascais


Domingo 13 de Outubro de 2013.
Parque de estacionamento do Shopping de Cascais
Noticia do semanário "Expresso"

Tal e qual como o titulo do post exemplifica uma senhora (?) atropelou deliberadamente um paraplégico sentado na sua cadeira de rodas e fugiu. Aconteceu esta situação no interior do parque de estacionamento do Shopping de Cascais. O meu amigo Samuel no seu blog chama a esta senhora "um monte de esterco"!

Narrativa do senhor atropelado

.........Aconteceu mesmo, fui deliberadamente atropelado 

No último domingo, dia 13 de outubro, fui vítima de um atropelamento premeditado com fuga, no Centro Comercial Cascais Shopping. 

Sou deficiente motor, necessito de uma cadeira de rodas para me deslocar, e depois de me ter apercebido que um carro estava parqueado no centro de dois lugares reservados a pessoas com Mobilidade Reduzida (similar a este), ao explicar à condutora que estava a usar um espaço reservado que não lhe era destinado, fui vítima do atropelamento.......... 

A situação nos seus pormenores
Tudo aconteceu quando um outro cidadão não conseguiu parquear o seu carro e tirar a sua cadeira de rodas. 

O acontecimento foi testemunhado por inúmeras pessoas, incluindo os seguranças do Cascais Shopping, e o auto da ocorrência foi levantado pela Guarda Nacional República, Posto de Alcabideche. Pretendiam tratar o caso como se fosse um acidente mas eu não o permiti. 

No auto estão identificadas todas as testemunhas, a matrícula do carro e a descrição do acontecimento. Infelizmente este tipo de abusos é banal neste Centro Comercial, sem que os responsáveis pelo mesmo e os agentes de Segurança do local actuem de forma a evitar este problema. Este é um espaço privado mas para usufruto público e essa obrigação de reporte é obrigatória. 

No último dia 15 de outubro foi dado início ao respectivo procedimento criminal de acordo com os procedimentos adequados para este tipo de situações. 

O crime, é um Crime Público. 

Também, o Cascais Shopping e o Grupo SONAE SIERRA foram atempadamente e formalmente informados sobre a necessidade de manterem reservadas as imagens do circuito interno de vigilância, por constituíram prova para o processo.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !