BANCADA DIRECTA: Um tema recorrente. Aconselho os funcionários públicos a emigrarem. É o conselho do nosso cronista “Olho Vivo e Pé Ligeiro”.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Um tema recorrente. Aconselho os funcionários públicos a emigrarem. É o conselho do nosso cronista “Olho Vivo e Pé Ligeiro”.

Um tema recorrente. 
Aconselho os funcionários públicos a emigrarem. 
É o conselho do nosso cronista “Olho Vivo e Pé Ligeiro”. 



Como se não bastasse o aumento do IRS da contribuição para a ADSE da redução de tudo o que eles pudessem ter eventualmente mais que os privados, o governo começa a tratar os funcionários públicos como se fossem a maior colecção de mafiosos e madraços que trabalham ou fingem trabalhar para o Serviço Publico. 

Será que algum funcionário público ainda votará nas próximas eleições nestes partidos que nos governam? Eu sei lá! Há gente que sofre e gosta de sofrer! São os masoquistas…não tenho palavras para os definir. 


Mas pior ainda nesta decisão são os pequenos grupos que não entram na varredela, os militares, os juízos, etc. – então uns são filhos e outros enteados. A moral deste detalhe da decisão não lembra ao diabo! Afinal, ninguém sabe se temos funcionários a mais ou a menos….a decisão foi tomada sem qualquer estudo que o pudesse sustentar. 


Como precisam de reduzir o montante da despesa pública, foram aos funcionários que apanharam para contar! Assim, qualquer iletrado era capaz de governar o País. Mas a iliteracia abrange a troika e os grandes cérebros que decidem levar o nosso país para a desgraça. 
Obrigam o governo a vender ao desbarato (caso dos CTT) as empresas do estado que dão lucro. Não é expolição é mesmo roubo! É uma vergonha – uma humilhação a Portugal. 

As próximas gerações terão que pagar ( ou mandá-los ir receber ao Totta) os juros loucos que nos estão a afundar. Cada vez mais fundo. Até ao ponto de não retorno. 


Os actuais governantes irão ficar na história pelo que fizeram. 


A história os julgará.


Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !