BANCADA DIRECTA: Confesso que este senhor já me anda a chatear a cabeça com as suas teorias. Ele pode muito bem perceber de assuntos constitucionais, mas as suas convicções actuais dá-me a impressão de que quer novamente mudar de cor partidária. Veio de uma fornada do PC, está a passar pelo PS e dá a impressão de estar deslocado.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Confesso que este senhor já me anda a chatear a cabeça com as suas teorias. Ele pode muito bem perceber de assuntos constitucionais, mas as suas convicções actuais dá-me a impressão de que quer novamente mudar de cor partidária. Veio de uma fornada do PC, está a passar pelo PS e dá a impressão de estar deslocado.

Confesso que este senhor já me anda a chatear a cabeça com as suas teorias. 
Ele pode muito bem perceber de assuntos constitucionais, mas as suas convicções actuais dá-me a impressão de que quer novamente mudar de cor partidária. 

Em causa estão as suas declarações recentes que a ordem do Governo para se aumentar a carga horaria de 35 para 40 horas semanais não sofre de nenhuma inconstitucionalidade. Nem sei aonde é que ele pode ter a convicção de que se pode aumentar o numero de horas a trabalhar por um cidadão e não se aumente o respectivo vencimento e não se melhore as devidas condições de trabalho. Aumenta-se a carga horaria sem mais nem menos e pronto está tudo bem. Quem vier em ultimo que apague a luz e feche a porta! 

Francamente! 


Claro que este aumento da carga horaria para trabalhadores da função publica é uma autentica injustiça. E não percebemos como é que este senhor aceita que uma injustiça flagrante possa conviver com a Constituição tão senhora em garantir os direitos dos cidadãos e não aceitar injusticas bacocas. 


Vital Moreira também dizia que não encontrava inconstitucionalidades no Orçamento de Estado para 2013 e depois foi o que se viu. Só considerava problemática a sobretaxa sobre as pensões e afinal não houve problemas nenhuns. Houve mesmo a sobretaxa. 


Para concluir penso que o euro- deputado Vital Moreira devia abandonar o Partido Socialista e filiar-se em partidos que acolham as suas ideias. 
Uma breve resenha do percurso politico de Vital Moreira
Estreou-se na política após o 25 de Abril de 1974. Militava então no Partido Comunista Português, pelo qual foi deputado à Assembleia Constituinte5 (1975-1976). Foi juiz no Tribunal Constitucional (1983-1989).6 Em 1995 voltou ao Parlamento, como deputado independente, eleito pelo Partido Socialista. No XVI Congresso do PS foi anunciado como cabeça de lista às eleições europeias de 2009,7 saindo perdedor face à candidatura do PSD, encabeçada por Paulo Rangel. Colabora regularmente na imprensa, sendo colunista no Diário Económico e no Público, e é um dos autores do blogue Causa Nossa. Em 4 de julho de 2012, no parlamento europeu, o deputado Vital Moreira foi o único deputado português que votou a favor do ACTA, acordo que para muitos privilegia a ganância e os seus royalties em detrimento da liberdade individual e da internet

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !