BANCADA DIRECTA: O Entroncamento não poderia criar outro fenômeno semelhante. "Passos Coelho fala demais", diz Miguel Sousa Tavares. Habitual comentador da SIC não acredita que discursos de Passos Coelho tenham comprometido acordo entre PSD, CDS e PS. Mas Seguro crê que sim que afectou!

terça-feira, 23 de julho de 2013

O Entroncamento não poderia criar outro fenômeno semelhante. "Passos Coelho fala demais", diz Miguel Sousa Tavares. Habitual comentador da SIC não acredita que discursos de Passos Coelho tenham comprometido acordo entre PSD, CDS e PS. Mas Seguro crê que sim que afectou!

O Entroncamento não poderia criar outro fenômeno semelhante. 
"Passos Coelho fala demais", diz Miguel Sousa Tavares. 
Habitual comentador da SIC não acredita que discursos de Passos Coelho tenham comprometido acordo entre PSD, CDS e PS. 
Mas Seguro crê que sim! Que afectou! 

 Miguel Sousa Tavares: "O primeiro-ministro passa a vida a fazer discursos" Miguel Sousa Tavares: "O primeiro-ministro passa a vida a fazer discursos" Miguel Sousa Tavares defendeu hoje que o primeiro-ministro "fala demais" mas não foi por causa dos dois discursos - no debate da moção de censura dos Verdes na Assembleia da República e no Conselho Nacional do PSD - que o acordo entre PSD, CDS e PS caiu.

"Como é que [na quinta-feira, dia 18] se estava à beira de um acordo e depois caiu?" perguntou o habitual comentador do Jornal da Noite da SIC às segundas-feiras para logo responder: "Pedro Passos Coelho fala demais mas não foi por causa de dois discursos que o acordo caiu." 

 Para Miguel Sousa Tavares "o primeiro-ministro passa a vida a fazer discursos" mas "o que as pessoas querem é que governe e que se cale". Na opinião do comentador da SIC, Passos Coelho é "o grande perdedor" desta crise política. 


"Se quer durar os dois aos da legislatura não voltará a pisar os calos a Paulo Portas", disse. Já o Presidente da República, afirmou Sousa Tavares, "queria que oposição e Governo se fundissem durante um ano, mas isso não fazia sentido". 


 "Não creio que a ideia [de Cavaco Silva] fosse estender uma ratoeira ao Partido Socialista", disse. 


in Expresso

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !