BANCADA DIRECTA: Ensaio sobre as nossas Televisões generalistas que temos . É a crónica de Antonio Raposo

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Ensaio sobre as nossas Televisões generalistas que temos . É a crónica de Antonio Raposo

Ensaio sobre as nossas Televisões generalistas que temos . 

O nosso cronista Antonio Raposo disserta sobre este tema

AS NOSSAS TELEVISÕES GENERALISTAS 




Após longos anos em que só tivemos a RTP, ilustres investidores do nosso País tentaram e conseguiram obter mais umas licenças de emissão a coberto de uma suposta concorrência que supunha um estímulo para a elevação da qualidade.

Ora o que temos hoje são televisões comerciais que vivem para a captação de audiências e respectivo bolo publicitário. O dinheiro as moveu e só o dinheiro. O objectivo aumentar as audiências quaisquer que fossem os mais baixos níveis de qualidade mesmo os mais abjectos.

Com a divisão do poder político que se verificou e depois se condensou nos dois partidos do arco do poder (PS e PSD) a nossa RTP começou a engordar de pessoal que ia ocupando as prateleiras logo que um dos dois partidos chegava ao POTE. Nunca nada se fez para rentabilizar e levar as receitas e as despesas a equilíbrios. Quem dirigia o barco era sempre um boy do ministro que geria a comunicação social. Não sei com quanto pessoal a RTP contará hoje.

Mas isso não se pode nem deve analisar sem bases e dados que não possuímos. Quanto às televisões privadas o que temos hoje é na maioria dos casos degradante: Na TVI um big brother que nunca mais termina e que já vai em várias versões, qual delas a mais degradante e humilhante para quem lá entra e dirige, já para não falar em quem vê. Contribui para baixar o nível intelectual a quem já não tenha lá muito no sótão dos parafusos.

Mas programa bizarro para o meu gosto é o de uma senhora que todos os finais de noticiário da manhã da SIC dá as cotações da bolsa. Deve ser um programa que interessa sobretudo aos reformados que ganham menos de 600 euros mês e não sabem como aplicar tanto dinheiro na bolsa. Mas na SIC ainda tem uma bruxa que lê a sina em direto. Pior programa é difícil de se conseguir. E como educativo estamos falados. Pergunto: Então nos encargos escritos da programação obrigatória não estão proibidos os programas degradantes e achincalhantes para a inteligência dos portugueses?
Há coisas que passam nas televisões tão abaixo de cão que me admira não faça mal ao estômago dos políticos que deram essa benesse aos comerciantes de televisão. Eles tem um estômago a toda a prova. Tem ácido clorídrico que consegue desfazer um pedregulho sem ferir o duodeno.
É mais fácil um faquir que engula espadas sofrer de asia que um político dos nossos precisar de um alka-seltzer. Há estômagos para tudo e lata não lhes falta.

Um abraço para os meus caros leitores

Antonio Raposo Lisboa. 
2013. Junho. 20

4 comentários:

Anónimo disse...

Totalmente de acordo
Abraço
Luis Carlos. Marrazes

Anónimo disse...

Mas vocês ainda perdem tempo com as porcarias que as televisões nos impingem......
Valha-me Deus
André Gois

Adriano Ribeiro disse...

Caros amigos Luís Carlos (que saudades do "Tromba Rija" e do seu tio) e André Gois
Obrigado por continuarem a ler o Bancada Directa
Abraço para todos os leitores e em especial para o cronista António Raposo e esposa
Adriano Rui Ribeiro

Anónimo disse...

E ando eu em ter dificuldades para comprar alimentos e andar a contribuir para a Radio e Televisão publicas. São uns lordes com o meu dinheiro
Carlos Silva

Obrigado Pela Sua Visita !