BANCADA DIRECTA: Submarinos para que te quero? Num país a meter água por todos os lados, o nosso cronista António Raposo pergunta – e muito bem – por andam os dois submarinos que nos custaram os olhos da cara.?

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Submarinos para que te quero? Num país a meter água por todos os lados, o nosso cronista António Raposo pergunta – e muito bem – por andam os dois submarinos que nos custaram os olhos da cara.?



Submarinos para que te quero? 
Num país a meter água por todos os lados, o nosso cronista António Raposo pergunta – e muito bem – por andam os dois submarinos que nos custaram os olhos da cara? 

ONDE ESTÃO OS NOSSOS SUBMARINOS? 



Já não me lembro quantos milhões custaram aqueles dois submarinos que comprámos aos alemães. Sei que foi uma pipa de massa e que alguns governantes que estão ainda na berra entraram na sua aquisição. 

Na altura vieram-nos dizer que estávamos a precisar dos submarinos como de pão para a boca e eu até vi na televisão um tipo da marinha com uma linda farda e parece-me que algumas medalhas ao peito afirmar que era fundamental a gente ter submarinos para derrotar o inimigo. Nunca acreditei na patranha mas muita gente acreditou.


Pensei que os terroristas tinham evoluído e agora ameaçavam vir por debaixo de água. Tinham imenso fôlego – pensei eu ingenuamente. Entretanto, talvez com o dinheiro dos nossos descontos para a nossa reforma fizeram o pagamento. É claro que foram ao pote. E agora o pote não tem dinheiro para pagar as reformas aos próximos reformados.

Não se faz isto aos velhos…que coitados levaram 40 anos de descontos ou até mais para ter 10 anos de velhice descansada antes da ida até ao além. Lembro-me bem dos fundos de pensões dos que estavam fora da Segurança Social (dos bancos, etc.) serem eliminados para a nossa dívida parecer mais curta aos olhos dos míopes da União Europeia.

Agora o pote tem que pagar a mais uns milhares de reformados e o dinheiro a encurtar. Mas, das boas compras que se fez – tenho para mim – foram os submarinos. Esses que não devem ter dinheiro para o gasóleo, suspeito que estão escondidos algures nalgum porto – atracados a envelhecer e a provar que afinal o nosso inimigo não ataca submarinos coisa nenhuma.

O nosso inimigo ataca é os pensionistas e estes estão cada vez menos municiados – diria mais – as munições não chegam até ao fim do mês. Então porque é que não se faz um leilão dos submarinos? Fazia-se umas rifas… e quem acertasse tinha direito a jogar à batalha naval e podia acertar nos dois submarinos e mandá-los ao fundo.

Resolvíamos a dificuldade do dinheiro para o combustível.

Um abraço para os meus caros leitores

António Raposo
Lisboa. 2013. Maio. 24



3 comentários:

Anónimo disse...

Nesta escrita noto uma falta de coragem em apontar os nomes daqueles que se envolveram na compra dos submarinos e que toda a gente sabe quem é!
Abraço
Luis Carlos
Marrazes Leiria

Adriano Ribeiro disse...

Caro Luis Carlos
Cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a alguém.
E a justiça emperrou no apuramento das responsabilidades.
Veja o caso do Miguel Sousa Tavares a contas com a justiça por definir um "conceito pessoal".
Eles bem afirmaram ontem que se estava a virar uma página. É a força do desespero.
É preciso ter cuidado.
E não se esqueça que o Bancada Directa é um blogue "monitorizado".
Abraço
Adriano Rui Ribeiro

Adriano Ribeiro disse...

Resposta para o 2º anónimo
Correcto. Quanto a jogos é comigo.
Percebi
Fique bem
Adriano Rui Ribeiro

Obrigado Pela Sua Visita !