BANCADA DIRECTA: E agora digam-me lá se as mentalidades e comportamento daqueles que hoje nos governam, apesar de nuances nas suas justificações, não são semelhantes ao que preconizava o seu querido mentor ideológico, ou seja a Ditadura do Poder. Falamos de subsidios para desempregados e a sua justeza….

segunda-feira, 20 de maio de 2013

E agora digam-me lá se as mentalidades e comportamento daqueles que hoje nos governam, apesar de nuances nas suas justificações, não são semelhantes ao que preconizava o seu querido mentor ideológico, ou seja a Ditadura do Poder. Falamos de subsidios para desempregados e a sua justeza….

E agora digam-me lá se as mentalidades e comportamento daqueles que hoje nos governam, apesar de nuances nas suas justificações, não são semelhantes ao que preconizava o seu querido mentor ideológico, ou seja a Ditadura do Poder. 
Falamos de subsídios para desempregados e a sua justeza…. 

 De vez em quando, tropeça-se por acaso em textos com oito décadas que mostram como há mentalidades que vêm de muito longe e que imprimiram carácter. 

Os termos utilizados no discurso são hoje diferentes, a sua concretização talvez mais difícil, mas a «ética» subjacente é fundamentalmente a mesma. Ou não? 


«O subsídio sem o trabalho compensador desmoraliza os indivíduos, torna-os indolentes, comodistas, completamente inúteis à vida duma sociedade. O subsídio a troco de trabalho, pelo contrário, não desabitua os homens da sua função natural dentro da vida e enriquece o País com o acabamento e a iniciação de obras públicas que são de utilidade para todos. 

Desta forma, o imposto do desemprego não se torna tão pesado ao contribuinte, porque, além de sarar uma chaga social que o deve incomodar, vai encontrar-se em melhoramentos que ele próprio reclama há muito tempo.» 

 António Oliveira Salazar, 1932

in "entre as brumas da memória"

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !