BANCADA DIRECTA: Mas afinal de que é que estão à espera? Corte de subsídio para todos e mexida no IRS substituem TSU. Amanhã se saberá o que é!......

domingo, 23 de setembro de 2012

Mas afinal de que é que estão à espera? Corte de subsídio para todos e mexida no IRS substituem TSU. Amanhã se saberá o que é!......

Mas afinal de que é que estão à espera. 
Se não é de uma maneira será de outra. 

Corte de subsídio para todos e mexida no IRS substituem TSU. 
Amanhã se saberá o que é!....... 

Os protestos ajudaram à queda da TSU. Mas não esperem que o Governo vá buscar os milhões a outros bolsos. A austeridade para os mais pobres e classe média  vai continuar.

O mais que provável recuo do governo na alteração das contribuições para a segurança social dos trabalhadores vai obrigar a uma reformulação das medidas de austeridade. Em causa está a derrapagem de dois mil milhões de euros a que a decisão do Tribunal Constitucional obriga: se não pode cortar os subsídios à Função Pública, o governo poderá cortar num subsídio a todos os trabalhadores, com uma sobretaxa que equivale a metade do valor.


Um economista de certa notoriedade diz que  “É necessário encontrar essas verbas”, sublinhando que foi “incompreensível” como é que o governo apresentou as medidas sem as discutir com os parceiros sociais. É precisamente isso que vai acontecer amanhã. 

A concertação social engloba as entidades que assinaram o acordo tripartido – UGT, CIP (Confederação de Empresarial de Portugal), CCP (Confederação do Comércio e Serviços de Portugal), CAP (Confederação dos Agricultores de Portugal), CTP (Confederação do Turismo Português).

E todas vão levar alternativas para negociar o abandono das alterações à TSU para os trabalhadores. Um fiscalista categorizado, que até concordava com a alteração da TSU, não acredita que a sobretaxa num dos subsídios resolva o problema da derrapagem. “Com o nível de desemprego como está, o corte do subsídio nem vai gerar a mesma receita de 800 milhões que gerou em 2011”, alerta. O economista já referido, por seu lado, acredita que a alternativa à TSU “vai ser pelo IRS e confiscar um ordenado”, resultando em perdas semelhantes para os trabalhadores com outro formato.


Então quando é que será visível o corte efectivo nas gorduras do Estado? É caso para dizer: isto é que vai para aqui uma açorda de marisco!.....

3 comentários:

luis pessoa disse...

Nem mais!
A chamada "governação terrorista" é assim mesmo. Finge incompetência e manda uma "bomba" para a queima! As pessoas reagem, ou não.
Se não reagem, a medida "à bomba" entra em vigor...
Se reagem o governo promete estudar, faz que recua... recua para esfriar e apresenta medidas com o mesmo efeito e a atingir os mesmos!
E reparem só como o Seguro se fez forte e foi muito claro: se o governo não recuar na TSU...
Mas não foi capaz de dizer: se o governo vier para cima dos mesmos, nós...
Pois é! Esta espécie de governo vai apresentar medidas iguais, para cima dos mesmos, mas não pela TSU. E o Seguro vai cantar vitória porque o governo estilhaçado recuou! Mas cai em cima dos mesmos, seja pelo IRS, seja pelo gamanço de ordenados, seja pelo que for (desde que não toque o capital, claro)!
Resta saber o que a RUA vai dizer e fazer, porque nesta altura é a única que pode salvar os cidadãos! Nunca os cidadãos estiveram tão sozinhos como agora, com o destino das suas vidas nas próprias mãos e nas ruas! Com uma certeza: NINGUÉM vai mexer uma palha por eles, no reino da política!
Prepara-se mais uma vitória de um tipo que estava a um passo de desamparar a loja (Coelho) e desta vez com o aval e benção dos outros parceiros (Seguro incluído, que nem quer ouvir falar em governar...)!
Resta o mexilhão para pagar as favas...

Adriano Ribeiro disse...

Amigo Luís
Totalmente de acordo.
Obrigado por nos acompanhar neste Domingo
Abraço. Estamos na Ilha de Saint Lucia nas Caraíbas mais o Tempicos, o Novena, a Jeremias, o Buena Vida, a miúda da Trofa, o Cloriano, o Gustavito das faenas e o Sargento da Trofa. Tudo bons rapazes e seus amigos
Adriano Rui Ribeiro

Adriano Ribeiro disse...

Rectificativo
Referi que o Sargento era da Trofa. Descuido e engano meu. O Sargento Estrela é "made in Porto"
Desculpas do blogue
Adriano Rui Ribeiro

Obrigado Pela Sua Visita !