BANCADA DIRECTA
BANCADA DIRECTA: O desporto na nossa terra. Volta à Suíça 2012. Rui Costa está no topo e não dá hipóteses aos adversários

sexta-feira, 15 de Junho de 2012

O desporto na nossa terra. Volta à Suíça 2012. Rui Costa está no topo e não dá hipóteses aos adversários



Ah "ganda Rui"!
O desporto na nossa terra. 
Volta à Suíça 2012. 
Rui Costa está no topo e não dá hipóteses aos adversários 


 Ontem correu-se a sexta etapa e, naturalmente, como vem sendo hábito o eslovaco Peter Sagan foi o vencedor. 


E como as etapas anteriores e esta têm sido terminadas ao sprint, também, naturalmente, o português Rui Costa mantém a camisola amarela. Foi mais um dia com final ao sprint e dominado pelo eslovaco, sinónimo de tranquilidade para o português que veste de amarelo. 


A sexta etapa da Volta à Suíça terminou com mais um triunfo de Peter Sagan, o quarto nesta edição, o que significa ter sido mais um dia tranquilo para Rui Costa, uma vez que o eslovaco da Liquigas ganha ao sprint, logo não é ameaça para o camisola amarela. 


Os 198,5 km entre Wittnau e Bischofszell foram marcados por uma fuga de quatro corredores, que terão incomodado menos do que as notícias de novo processo a Lance Armstrong, sobretudo por envolver Johan Bruyneel, o manager de uma das equipas mais poderosas, a RadioShack. 


Acrescente-se apenas que a fuga não incomodou pois desta vez também Lampre e Quick Step trabalharam junto com a Liquigas na preparação do sprint, garantindo uma jornada tranquila à Movistar e ao seu líder português.

A história da etapa desta quinta-feira e o que vem por aí 


Peter Sagan, da Liquigas, conquistou, esta quinta-feira, a quarta de seis etapas já cumpridas na Volta à Suíça, liderada pelo português Rui Costa, da Movistar. O eslovaco foi, de novo, o mais rápido no sprint sobre a meta, batendo o inglês Ben Swift (Sky) e o australiano Allan Davis (GreenEdge), após uma tirada de 198,5 quilómetros. 


 Sagan soma já seis vitórias em etapas da prova suíça, contando com as duas conquistadas na temporada anterior, mantendo as cinco na Volta à Califórnia como seu recorde pessoal. 


 Enquanto o ciclista da Póvoa de Varzim foi o 18.º a cortar a meta em Bischofszell, com mais três segundos que os 11 primeiros, o outro português em prova, Sérgio Paulinho, da Saxo Bank, entrou em 114.ª lugar, a 4'52", caindo para 60.º da geral. Rui Costa segurou a camisola amarela e defenderá, sexta-feira, a vantagem de oito segundos sobre o luxemburguês Frank Schleck (RadioShack) na sétima etapa, um contrarrelógio de 34,3 quilómetros, em Gossau, nos arredores de Zurique.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !