BANCADA DIRECTA: Euro 2012. Portugal a dar mostras de ter poucos processos de jogo eficazes para ultrapassar os três fortíssimos adversários da fase inicial da prova Conseguiremos inverter esta tendência?

domingo, 27 de maio de 2012

Euro 2012. Portugal a dar mostras de ter poucos processos de jogo eficazes para ultrapassar os três fortíssimos adversários da fase inicial da prova Conseguiremos inverter esta tendência?


Euro 2012. 
Portugal a dar mostras de ter poucos processos de jogo eficazes para ultrapassar os três fortíssimos adversários da fase inicial da prova 
Conseguiremos inverter esta tendência ?

Certa imprensa desportiva concluiu que Portugal não teve os bigodes suficientes para derrotar a Macedónia. É claro que mantenho o título deste post, mas reconheço que estes jogos de preparação são uma “chachada” porque fundamentalmente os jogadores evitam entrar em jogadas em que se possam lesionar e assim vai todo um esforço durante meses para disputar os jogos do Europeu 2012. 


 Ora isto quer dizer que em vez de jogar em velocidade pura, preferem jogar através de jogadas bonitas, lances envolventes das defesas adversárias. Ora a realidade destes jogos é muito diferente, pois as equipas convidadas para estes jogos de preparação não levam isto em conta, no seu intimo em teoria não reconhecem a superioridade da equipa que está envolvida num torneio importante e fazem das fraquezas forças para complicar o jogo táctico do adversário. 


E reparem que todos as equipas que compõem o grupo de Portugal perderam os seus jogos de preparação o que confirma em absoluto as considerações que fizemos. E como dizia o CR7 os macedónios não só puseram um autocarro à frente da sua baliza, mas dois autocarros. E corriam que se fartavam nas jogadas de transição. Vamos esperar que Portugal prestigie o nosso desporto na Ucrânia e Polónia


Vamos lá a ver o que deu o jogo Portugal/Macedónia 
O Estádio Magalhães Pessoa, em Leiria, encheu para ver o penúltimo jogo da selecção nacional antes de partir para o Euro2012. Jogo fraco frente ao 98.º do ranking da FIFA mostrou que há ainda muito trabalho a fazer antes da estreia no Europeu. Portugueses e macedónios empataram a zero e o resultado deixou claro que Paulo Bento tem ainda muito trabalho pela frente ao até ao começo do Euro2012. 


 Na primeira parte o jogo decorreu em ritmo muito lento e só as arrancadas de Cristiano Ronaldo conseguiram entusiasmar as bancadas repletas do Municipal de Leiria. Aos 10 minutos, o avançado bateu um livre que passou a rasar a trave e aos 24’ tirou tinta ao poste, desta feita num lance de bola corrida. Finalmente, aos 40’, o jogador do Real Madrid voltou a tentar de livre e viu a bola roçar novamente a trave da baliza da Macedónia. 


 Portugal regressou ao segundo tempo já com o campeão europeu Raul Meireles em campo, mas o ritmo permaneceu lento. Aliás, nos primeiros momentos, couberam à Macedónia os lances de maior perigo, sempre com Pandev em evidência. Portugal continuou a demonstrar grandes limitações na circulação de bola e as dificuldades em penetrar na defensiva macedónia foram evidentes. Nani, que entretanto havia entrado, deu maior mobilidade ao ataque, mas as oportunidades de perigo continuaram a rarear. Nos minutos finais Portugal continuou sem se encontrar e as quase 20 mil pessoas nas bancadas do Magalhães Pessoa não pouparam nos assobios, numa resposta clara de desilusão perante tão fraca exibição e o pouco empenho da equipa das quinas.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !