BANCADA DIRECTA: "Esteiros"- A obra eterna de Soeiro Pereira Gomes. Uma história para os filhos de homens que nunca foram meninos.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

"Esteiros"- A obra eterna de Soeiro Pereira Gomes. Uma história para os filhos de homens que nunca foram meninos.

Quem me dá uma ajudazinha?


Queria saber, por curiosidade apenas, quem foram os autores das capas destas edições da obra "Esteiros" de Soeiro Pereira Gomes.


De concreto sei que a  edição do livro da foto da edição Sirius é de 1941 e a outra edição é de 1946


Joaquim Soeiro Pereira Gomes nasceu na freguesia de Gestaçô, concelho de Baião, em 1909/04/14 e faleceu em Lisboa em 1949/12/05. Tinha apenas 40 anos de idade. 


“Esteiros” é o nome de um romance integrado na estética do neo-realismo sobre o trabalho infantil na vila de Alhandra, cujo autor é Soeiro Pereira Gomes.

A obra é uma ficção que narra a vida de jovens trabalhadores nas margens dos esteiros do Rio Tejo que fabricam peças de barro nos telhais. Um grupo de garotos está no cerne da obra, sendo três personagens as mais expressivas: o estudioso Gaitinhas, o revoltado Gineto e o menino de rua Sagui.

Ainda que, em vários momentos, a obra se revele de um pendor maniqueísta (numa contraposição definitiva entre ricos e pobres), trata-se de uma obra-prima da narrativa lusitana da primeira metade de século XX. Isso confirma-se não apenas pelo estilo apurado e lírico do autor, mas, também, pelo tratamento rico e simbólico que ele oferece a uma temática que lhe era cara.

“Esteiros” é, sem favor, um romance síntese da melhor produção neo-realista em Portugal.


5 comentários:

Anónimo disse...

Almada Negreiros?
É capaz de ser.
Bjs para a família
Maria de Lourdes Bonito. Venteira. Amadora

Adriano Ribeiro disse...

Dª Maria de Lourdes
Almada Negreiros ilustrou uma capa deste romance, mas não nestas duas edições.
Aliás é facilmente perceptível que eu sei quem são autores destas ilustrações.
O objectivo deste post é chamar a atenção para um evento cultural que está a decorrer na cidade de Ílhavo e achei oportuno veicular o mesmo pelas capas deste romance "Esteiros".
Fique bem
Estarei por cá até ao fim de Agosto
Adriano Rui Ribeiro

Adriano Ribeiro disse...

Dona Maria de Lourdes
Rectificação: Almada Negreiros nunca ilustrou qualquer capa de livro de qualquer edição do romance "Esteiros"
Foi confusão da minha parte
Fique bem e Bom Fim-de-semana
Adriano Rui Ribeiro

Anónimo disse...

Os desenhos são de Álvaro Cunhal

martinhopm disse...

A 1ª. capa pertence à 1ª. edição, das Edições «Sirius», Lisboa, e é de 1941. Autor: Álvaro Cunhal, não só da capa mas também de 4 desenhos no interior a ilustrar as quatro estações do ano.
A 2ª. capa pertence à 2ª. edição, de 1946, publicada pela Editorial Gleba, na sua colecção «Romancistas de Hoje». É seu autor João Carlos (Ílhavo, 1899-Lisboa, 1960).
Recentemente foi distribuída, pelo jornal «Público», uma edição facsimilada da 1ª. edição de «Esteiros». Nesta colecção foram publicados várias edições facsimiladas das 1ªs. edições de livros pertencentes à biblioteca da Universidade de Coimbra.

Obrigado Pela Sua Visita !