BANCADA DIRECTA: Base Aérea de Sintra. Estudam-se voos “low cost” com movimento neste aeroporto. 2 milhões de visitantes anuais é a previsão.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Base Aérea de Sintra. Estudam-se voos “low cost” com movimento neste aeroporto. 2 milhões de visitantes anuais é a previsão.

Base Aérea de Sintra. Estudam-se voos “low cost” com movimento nesta base aérea. 2 milhões de visitantes anuais é a previsão.

O Governo do senhor Passos Coelho encomendou um estudo para avaliar a instalação da companhia aérea de baixo curso nas bases aéreas de Sintra, Alverca e do Montijo. A decisão sobre o aeroporto complementar à Portela numa base militar será conhecida no final do ano que vem.

Bancada Directa questiona em relação a Sintra. Se o corredor aéreo do lado sul para aviões de grande envergadura não apresenta facilidades por causa das elevações do terreno entre a Cortegaça, Coutinho Afonso e o Algueirão, está visto que as aeronaves farão voos rasantes sobre a Terrugem, Armés, Fação, Fervença e Lameiras para aterrarem e levantarem vôo.


Na sequencia do memorando de entendimento assinado com a EasyJet anotámos que o apoio que o Ministério da Defesa Nacional tinha dado ao aproveitamento e exploração das infra-estruturas militares, possibilitando que seja feita também pela aviação civil, frisou o Secretário de Estado Sérgio Monteiro.

Numa reunião que houve com o Ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar Branco e o Secretário de Estado Adjunto da Defesas Nacional, Paulo Braga Lino os jornalistas presentes foram informados do objectivo de criar um grupo de trabalho para dar inicio ao estudo.

Segundo o Secretário de Estado, este aeroporto complementar ao já existente na região de Lisboa “é uma prioridade para o desenvolvimento económico” que vai permitir ter mais de dois milhões de visitantes adicionais ao nosso país. “Um turista que chega é dinheiro” que ajudará a recuperar a nossa difícil situação económica”, disse este elemento governativo.
O pormenor suscitado por Bancada Directa: esta foto é obtida do lado sul da base aérea onde estão as elevações dos terrenos, que são a descida natural da Serra de Sintra. Ao fundo vê-se a Terrugem e as localidades limítrofes que passarão a ter voos rasantes.

Segundo o Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Fernando Seara, a instalação da EasyJet na Base Aérea de Sintra nº 1, na freguesia de Pêro Pinheiro, “é muito importante para Sintra”, uma vez quer será um pólo dinamizador da economia local.

Fernando Seara adiantou ter conhecimento que a companhia aérea já se mostrou favorável a Sintra. “Vamos lutar para que Sintra seja uma alternativa sustentada ao Aeroporto da Portela em Lisboa”. Posso dizer que a EasyJet prefere Sintra como base para complemento das suas actividades em Portugal. Fiquei muito contente ao saber que a EasyJet, dentro das duas opções preferiu Sintra, disse Fernando Seara.

De acordo com Ferrnando Seara, outra companhia aérea “low cost”, a Ryanair, poderá também estar interessada na utilização da Base Aérea de Sintra. “Sei que vamos ter a curto prazo um contacto da Ryanair. Hoje em dia qual é a base aérea e qual é a cidade que não quer ser um destino “low cvost”? perguntou.

O autarca destaca o município como “um importante espaço de atractividade turística” que, em tempos de crise, até tem aumentado o número de visitantes comparativamente com o ano passado e a outros locais turísticos. Exemplo desse aumento é o facto do Palácio da Pena receber ainda durante este ano o visitante “ um milhão”!

Bancada Directa cá estará para informar os nossos leitores do que se vai passar.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !