BANCADA DIRECTA: Sintra de outros tempos. O terreno está lá, mas a minha casa demorou muitos anos a aparecer. Mas as convicções dos políticos de hoje cheira-me a bafio

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sintra de outros tempos. O terreno está lá, mas a minha casa demorou muitos anos a aparecer. Mas as convicções dos políticos de hoje cheira-me a bafio

Sintra de outros tempos. O terreno está lá, mas a minha casa demorou muitos anos a aparecer. Mas as convicções dos políticos de hoje cheira-me a bafio perdido nos tempos

O Presidente da República, Cavaco Silva, que considerou recentemente que a retirada dos subsídios de férias e de Natal aos funcionários públicos e pensionistas constituía uma violação básica da equidade fiscal, foi na semana passada a Sintra. Foi recebido nesta Vila histórica, cantada por Lord Byron e Eça de Queiroz em prosas notáveis, pelo presidente da C.M.S., Fernando Seara, do P.S.D., que vive há muito tempo com um pé na minha terra em Sintra e outro na Federação Portuguesa de Futebol — eleito com o lema Dedicação total — e pelo presidente da Mesa da Assembleia Municipal, Ângelo Correia, também do P.S.D., ( muito pertinho do senhor Passos Coelho) que defende que os direitos adquiridos são uma aberração e que só existem enquanto a economia for sólida — mas que considera que a sua subvenção vitalícia é intocável.

Mas Fernando Seara teve uma tirada de se lhe tirar o chapéu….

«Frase da Visita:

(...) Sabemos todos que temos em Vossa Excelência um porto de abrigo e uma muralha segura. E isso é muito importante para que este momento seja encarado com a serenidade possível pelos cidadãos. É, pois, Vossa Excelência o guardião das expectativas de muitos de nós. Guardião contra aventuras insensatas ou medidas cegas e injustas. (...)

Fernando Seara, dirigindo-se ao Presidente Cavaco Silva.»

A minha nota pessoal. A minha pessoa pode estar sujeita que lhe aumentem impostos daqueles imprevisíveis, por não ser do meu agrado a actuação do presidente sintrense, mas este deve ter cuidado porque a guarda pretoriana do Passos pode-lhe cair em cima. E ele já esteve por um fio (aqui há uns anos ao tempo de Durão Barroso) para sair de Sintra por discordar da implantação de portagens na CREL A9.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !