BANCADA DIRECTA: Fragmentos e Opiniões sobre a recente Cimeira Europeia. (1) O nosso cronista Luis Pessoa é o autor do texto

domingo, 30 de outubro de 2011

Fragmentos e Opiniões sobre a recente Cimeira Europeia. (1) O nosso cronista Luis Pessoa é o autor do texto

Fragmentos e Opiniões

CIMEIRA HISTÓRICA DE 26 DE OUTUBRO DE 2011?

A crónica de Luis Pessoa


Estoiram os foguetes!!!!!!!!!!!!

Saltam as rolhas das garrafas de champanhe que Sarkozy levou, mais a cerveja alemã que a sr.ª Merkel transportou.

Pelo Mundo civilizado, ou seja bem longe dos locais onde os ocidentais fabricam guerras, longe das Líbias, dos Iraques, dos Afeganistões, toda a gente rejubilou!
- Finalmente! – gritou-se a plenos pulmões! – Está encerrada a crise! Os nossos queridos e amados dirigentes encontraram a fórmula mágica de tornear as dificuldades criadas de forma complexa pelos nossos amigos banqueiros e especuladores.



De repente, esqueceu-se que foram os presidentes americanos, Clinton e Bush quem deram as ordens para que certas agências “obrigassem” à sobrevalorização do imobiliário, por forma a criar um mecanismo de crescimento, que terminou com a célebre “bolha” que despoletou a “crise”; de repente, esqueceram-se as especulações de Wall Street que levaram à derrocada do sistema financeiro; de repente, esqueceram-se os ataques do dólar ao euro, na luta pela supremacia; de repente, branquearam-se as fortunas colossais atribuídas em bónus criminosos aos especuladores sem escrúpulos, que conduziram à miséria milhões de pessoas em todo o mundo; de repente, esqueceram-se os incompetentes dos governantes europeus que sem rumo nem objectivo, foram adiando as soluções que deveriam ter sido tomadas a tempo e horas; de repente…

… Todos acordámos de um pesadelo, com os resultados da reunião de 26 de Outubro de 2011, uma reunião histórica e de que resultou, como já referimos, uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma!

CONCLUSÕES? Vejamos:

As principais conclusões foram
1- Os Orçamentos de Estado dos países em incumprimento ou envolvidos em planos de resgate, passarão a ser auditados pelas “troikas”! Ou seja, quando o ministro das finanças vai entregar o orçamento ao parlamento e aos partidos aí representados, para ser discutido, já passou pela “Comissão de Censura” dos nossos tutores para levar um “visto” ou uma nota corrida a lápis azul! Depois volta ao governo, para corrigir as “deficiências” que a “troika” encontrar e só depois vai ao parlamento, para (não) ser discutido pelos deputados nacionais!

2- Na Grécia, por causa do incumprimento e do resgate em curso, a “troika” já está instalada lá, com armas e bagagens, para assegurar que os gregos não alimentam veleidades! A mesma receita dos outros, mas mais em cima! Brevemente será também Portugal a contar com tão ilustre presença a título permanente!

3- Definido o nível máximo de défice e de dívida, em instância de Constituição, tornando-os factores constitucionais, cuja violação é equiparada a abuso constitucional.

Portanto, como é visível, nada de novo, para além de uma vitória da sr.ª Merkel que há muito lutava por impor regras, as suas regras, aos tipos do sul, aos “bronzeados”.
A perda de soberania passa a ser real e a imposição de um protectorado fica cada vez mais próxima, o que não é nada de inesperado. Para a obtenção destes resultados históricos andou a sr.ª Merkel a trabalhar durante quase 2 anos. E aquilo que há 2 anos era denunciado pelas organizações de esquerda europeia e sempre negado, que era a grande vontade hegemónica da Alemanha e da França para se meterem nas contas dos restantes parceiros, aqui está, finalmente! Mais, aqui está e ainda por cima, SAUDADA pelos governos dos países que passam a indigentes e desprovidos de coluna vertebral!


Luis Pessoa

Marinhais. Outubro. 2011. 29

Nota: na pròxima terça continuanos com a 2ª" parte da crónica

4 comentários:

luis pessoa disse...

ÚLTIMA HORA!

TODA A IMPRENSA, RÁDIO E TELEVISÃO O REFERE:

"AFINAL, PASSOS COELHO, VAI RENEGOCIAR MEMORANDO DA TROIKA!"

QUE GRANDE SURPRESA!?

Adriano Ribeiro disse...

Claro! Mas de que é que estavam à espera.
Uma coisa é a jactancia do momento em que as afirmações são feitas e outra coisa é quando eles caem na realdade e não sentem qualquer constrangimento em não cumprir a sua palavra
Adriano Rui Ribeiro

luis pessoa disse...

Meu caro Amigo Adriano, o nosso primeiro não cai na realidade, porque ele nunca teve experiência de vida, não sabe o que é a realidade. É um incompetente em estado puro. Um aprendiz que não estuda as questões, não está preparado, atira com as coisas, não por voluntarismo, mas por pura ignorância e falta de preparação. E depois, como bom cata-vento que é, muda de sentido com a facilidade dos (maus) audazes, daqueles que tudo fazem para conquistar benesses no momento. Até hoje, quantas coisas não foram por ele já ditas e desditas? Quantas promessas fez e desfez? Quantas aldrabices foi capaz de dizer olhos nos olhos e logo fazer o seu contrário?

Este senhor é muito, muito perigoso e mais perigoso se vai tornar quando arruinar a classe média e chacinar as classes inferiores, em nome de um país que já não tem condições para o ser e que ele vai garantir que não se erguerá por décadas e décadas.

Hoje, depois de uma democracia que parecia consolidada, não há instituições que possam repôr a legalidade, mais de três décadas após o 25 de Abril de 1974?
Os juízes vão falando agora de ilegalidades e inconstitucionalidades a propósito dos roubos de salários e subsídios, mas será isso suficiente?
As palmadinhas nas costas que lhe dão em Bruxelas, dizendo-lhe que vai no bom caminho e que está a ser um bom aluno, ao mesmo tempo que lhe dizem para preparar mais medidas de austeridade, não farão soar o "clic" nos cidadãos portugueses que lutaram e lutam pelo direito à cidadania e à verdade?

luis pessoa disse...

E já está!
Como hoje é reconhecido, e titulado na imprensa, a "Europa em Implosão"; "Itália à beira do abismo", "Grécia referenda novo resgate"...
A célebre cimeira de 26/10 resultou em... absolutamente ZERO.

Resultado esperado por quem segue mais de perto estas coisas. Sem qualquer interesse da Alemanha e da França em serem os motores desta Europa sem estatura nem dimensão.

Para nós, portugueses, vai sobrar a incompetência do nosso governo, completamente à deriva, de mão estendida e a pregar o "yes, boss", sem que percebamos se a sua missão é mesmo destruir o país ou apenas são vítimas da sua ignorância e falta de capacidade, para não dizer estupidez.

E em Belém está o complemento perfeito, o tal que se farta de mandar avisos, mas ninguém o ouve... O tal que era uma ajuda, com os seus conhecimentos, para sairmos da crise...

Voltamos sempre ao ponto de partida: Sem crescimento JAMAIS seremos capazes de pagar um cêntimo que seja da dívida soberana e é claro que não é chacinando a classe média e as famílias, os funcionários públicos e as empresas para capitalizar os autores e grandes responsáveis pelo estado actual (os bancos e estruturas financeiras, seguros, etc.) que se conseguirá alguma coisa.
Há cerca de dois anos que esta situação é conhecida e que muitas pessoas escrevem sobre o assunto, mas há interesses mais altos que se levantam! Desde logo aproveitar esta treta da crise para dar cabo de toda a estrutura social, que fazia a matriz europeia: direitos, subsídios, segurança social, assistência, protecção, etc., etc. Por cá, já agora, o governo de direita, eleito com a mentira sobre o que pretendia fazer, está apostado na destruição do chamado estado social, talvez para instituir um estado à americana, em que, soubemos agora pelas úlrimas estatisticas, um em cada seis americanos passa fome! Leram bem, um em cada seis tem dificuldade em encontrar o simples alimento! E um em cada cinco não dispoe de qualquer assistência médica! Sobra a consolação de sabermos que não há privações para as guerras do Iraque, Afeganistão, Líbia e outras que se preparam.

Por cá, com um país em derrocada completa, com um Passos "barata- tonta" de mentira em mentira; um Portas desaparecido sem combate, depois de tantas tretas sobre defesa dos contribuintes e das velhinhas e dos pensionistas e da "lavoura", lembram-se?; um ministro das finanças que sim, não, talvez, até ao sono profundo; um ministro da economia que anda a monte; ministros que nem sabemos se existem e um PR que não passa de um erro de casting colossal, incapaz de tomar a atitude corajosa que se exige, demitindo esta turba incompetente e inconsequente; o que nos resta senão lutar por todos os meios? Nesta fase,o caso já não será de legítima defesa?
Ansiosamente espera-se por algo que varrerá esta Europa destroçada, destruindo todos estes baluartes de mediocridade assassina e reconstruirá uma nova ordem, onde não caberão estes personagens anedóticos, nem estas instituições de malfeitores que andamos a pagar.
A miséria, meus caros, está muito mais perto de nós do que julgamos e estes "combatentes" que elegemos com base na mentira estão mesmo apostados em serem os coveiros, com sermão encomendado, pois então.

Está por dias, talvez por horas, a derrocada da Europa. Será uma vitória pessoal de muita gentinha que cumpriu à letra o guião.

Cada dia que passa,a solução que urgia, vai ficando mais longe...

Amigos, toca a fugir que as próximas pancadinhas nas costas do nosso primeiro a felicitá-lo pela coragem e pelo bom caminho, nos vai levar a uma situação inimaginável... E amanhã é dia dos defundos, se calhar, esses felizardos...

Obrigado Pela Sua Visita !