BANCADA DIRECTA: Os meus flops (2) Desta vez são dois: Miguel Relvas e Mario Crespo. A RTP vem por acréscimo...

sábado, 20 de agosto de 2011

Os meus flops (2) Desta vez são dois: Miguel Relvas e Mario Crespo. A RTP vem por acréscimo...

Os meus flops (2) Desta vez são dois: Miguel Relvas e Mario Crespo

Miguel Relvas beatifica Mário Crespo. É um agradecimento sustentado

Mário Crespo convidado pelo Governo para correspondente da RTP em Washington.

Convite feito por Miguel Relvas surpreende administração da RTP e viola critérios da Direcção de Informação do operador público para a escolha de correspondentes.
O convite do ministro Miguel Relvas endereçado a Mário Crespo para ocupar o lugar de correspondente da RTP em Washington, mesmo que acabe por não redundar numa nomeação, é, só por si, um escândalo de todo o tamanho. Por um lado, porque o convite foi feito à margem de todas as normas vigentes na empresa, normas que Relvas, pelos vistos, não tem qualquer pejo em desrespeitar e violar, e por outro, porque o convite corre o sério risco de poder a ser visto como um pagamento dos fretes que o Crespo andou a fazer nos últimos anos à frente das câmaras da SIC, em benefício do PSD.

Compreendo que para alguns não seja surpresa alguma este convite. De facto, para quem não tem vergonha, todo o mundo é seu. Ainda assim, eu, que continuo a estranhar se vir um porco a andar de bicicleta não posso negar a minha surpresa. É que para tudo há limites e, neste caso, todos os limites da decência foram ultrapassados.


Os nossos leitores lembram-se do caso José Rodrigues dos Santos /Rosa Veloso aqui há um bom par de anos na RTP? Rodrigues dos Santos era na altura o Director de Informação da estação de televisão publica e foi aberto concurso entre os jornalistas para a ocupação de vaga de correspondente da RTP em Madrid em substituição de Cesário Borga que abandonou o lugar.. Como presidente do concurso José Rodrigues dos Santos escolheu e decidiu que essa vaga fosse ocupada por certa jornalista que já não me lembra o nome. A Administração da Direcção da RTP presidida por Almerindo Marques não concordou com a escolha do director de informação, desautorizou-o e decidiu que a vaga fosse ocupada por Rosa Veloso, então quarta classificada no dito concurso. Foi o bom e o bonito. Rodrigues dos Santos demitiu-se do lugar ( foi depois aproveitado José Alberto Carvalho para o lugar) que ocupava e não se poupou de ter atitudes de desagrado para com a Administração. Como consequência a Administração moveu-lhe um processo disciplinar com intenção de o demitir, alegando que ele não cumpria o horário de trabalho completo. Verdade, verdade é que José Rodrigues dos Santos esteve com um pé na rua, mas lá conseguiu agarrar-se. E por lá continua como pivot do tele-jornal.

Desta vez foi a própria Administração da RTP a ser relegada para papel secundário na escolha do dito Crespo para Washington,

Contribuições

Noticia recolhida do semanário Expresso

O jornalista da SIC Mário Crespo foi sondado pelo ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, para saber da sua disponibilidade para aceitar o cargo de correspondente da RTP em Washington. A situação está a gerar algum mal-estar na administração da estação pública, que só soube desta intenção do ministro com a tutela da comunicação social após os primeiros contactos informais entre o governante e o jornalista. Contactada pelo Expresso, fonte oficial do gabinete do ministro dos Assuntos Parlamentares recusou comentar o convite. Mas Mário Crespo não desmente a abordagem. "Não me foi feita nenhuma proposta formal. Mas é um lugar que me honraria muito nesta fase da minha carreira e para o qual me sinto habilitado", respondeu o jornalista ao Expresso, desvalorizando as interpretações que possam surgir na opinião pública pelo facto de ser convidado pelo actual governo, depois de uma convivência turbulenta com o executivo de José Sócrates.

Até à hora de publicação desta notícia não foi possível obter uma reacção da administração da RTP. Mas segundo informações recolhidas pelo Expresso, a abordagem feita por Miguel Relvas a Mário Crespo apanhou de surpresa não só a administração mas também a direcção de informação da estação.

Primeiro porque a nomeação de correspondentes da RTP é uma incumbência da direcção de informação, com posterior aval da administração. Depois, porque estas nomeações têm um regulamento interno com critérios bem definidos: é dada primazia aos jornalistas da RTP interessados em colocações no estrangeiro - o que não é o caso de Mário Crespo, jornalista da SIC - e os candidatos só são escolhidos após avaliação feita por um júri interno.

O certo é que a RTP está sem correspondente em Washington desde Março, altura em que o jornalista Vítor Gonçalves regressou a Lisboa para integrar a nova direcção de informação do operador público, liderada por Nuno Santos, após as saídas de José Alberto Carvalho e de Judite de Sousa da RTP para a TVI. Por isso, a direcção de informação do canal público estava a preparar-se para lançar um concurso interno para o preenchimento da vaga. Processo este que poderá agora ser anulado pela provável adjudicação directa do cargo a Mário Crespo.

Caso se confirme o convite ao jornalista - e este mantenha a disponibilidade para aceitá-lo - , Mário Crespo regressará à RTP onze anos depois de ter saído da empresa para ingressar na SIC Notícias.

No operador público, de resto, Crespo também já ocupara, durante a década de 90, os cargos de correspondente da estação em Washington e Nova Iorque.




1 comentário:

Anónimo disse...

Mais grave do que o governo chamar um dos seus homens de mão, para pagar favores e fretes, liquidando facturas antigas e recentes, é o facto de ser convidado um pseudo-jornalista, sem qualquer qualidade ou nível. Essa incompetência é que custa a engolir, porque se ele fosse um homem de mão do governo, mas competente, ainda era como o outro...
Mais tiros nos pés de um governo absolutamente incompetente. Mantenhgo que não chegará ao Natal, a menos que os portugueses ser mantenham "mansos", como quase sempre acontece.
Vergonha.

Obrigado Pela Sua Visita !