BANCADA DIRECTA: Domingo 30 de Maio de 2010. Conviver ao mais alto nível

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Domingo 30 de Maio de 2010. Conviver ao mais alto nível

Caros amigos leitores do Bancada Directa


Domingo 30 de Maio de 2010.

Conviver ao mais alto nível


É já no próximo Domingo 30 de Maio que se realiza mais um Convívio Anual da Tertúlia Policiária da Liberdade. Policiaristas de toda a parte do país vão reunir-se e vão conviver!

Não se levam pistolas e nem algemas, mas sim na nossa bagagem apenas a amizade, a alegria de mais uma vez nos encontrarmos e, sobretudo, trocar ideias sobre a forma de melhorar este nosso “hobby” de cultura literária policiarista.

Mas vamos dar a palavra a um dos organizadores, o nosso António Raposo, actualmente uma das figuras mais prestigiadas e emblemáticas do Policiário, não só como solucionador e produtor de problemas policiais, mas por toda uma conduta de lealdade, amizade e solidariedade que sempre tem para com os seus pares, sem contar com os seus sacrificios pessoais para se manter na primeira linha..

Depois da partida do nosso saudoso Sete de Espadas, é este homem, António Raposo, e Manuel Constantino, que mais forte me marcam no Policiário de hoje, sem menosprezar o respeito e admiração que tenho por todos os confrades.

Bem hajas, António Raposo e toma lá a palavra


O VI CONVIVIO DA TERTULIA DA LIBERDADE


Domingo 30 de Maio 2010-05-20

Quinta do rio – Sesimbra

O pessoal do Policiário hoje tem onde ir. Não é à praia mas é perto!

Mais uma vez regressámos à Quinta do Rio porque o panorama é espectacular, o ar do campo dá-nos novas energias e o almoço tem que se lhe diga. A companhia é excepcional.

Desta vez a direcção da Estalagem resolveu oferecer-nos uma prova de vinhos!

Para além disso vamos falar do Policiário. Dos policiaristas e dos Torneios em Curso.

Para não deixarmos os créditos por mãos alheias, antes do almoço vamos ter que resolver um belo enigma (a prémio) e outras pequenas perguntinhas para entreter o pessoal.

Durante a tarde podem surgir outras actividades. O improviso é o nosso forte. E o nosso programa pode ser alterado, mesmo sem haver motivo imprevisto.

Qualquer policiarista ou amigos que queiram aparecer – agora que o calor já aperta, poderá fazê-lo. Não precisa de se fazer anunciar. Encontrará ali a fina-flor do policial português. Os craques. Os que escrevem e os que resolvem os casos bicudos da problemática policiaria.

O responsável pela secção Policiário, uma página do Jornal Público, Luis Pessoa/Inspector Fidalgo, disse-nos que ia. Só não levaria os 2.000 concorrentes ao torneio por razões de pura logística e na mala do seu carro não cabem todos!

Que seja um dia bem passado.

São os desejos dos organizadores do evento.

ass)António Raposo
Nota de Bancada Directa: se o estimado leitor visitar o blogue "Crime Publico" lá encontrará informação mais pormenorizada sobre este Convivio e as indicações precisas da melhor forma de se dirigir e encontrar a Quinta do Rio, paredes meias com a Vila de Sesimbra.

Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !