BANCADA DIRECTA: Antevisão da época na NBA

domingo, 28 de outubro de 2007

Antevisão da época na NBA

( Lebron James, base\extremo grande vedeta dos Cleveland Cavaliers, finalista vencido da época passada)



A época 2006\2007 na NBA ficou marcada pela vitória do campeonato por parte dos Spurs ( De Duncan, Parker, Ginobli, Horry. Oberto, Bowen) frente aos Cavaliers ( de James, Gibson, Ilgauskas, Varejão)

A nova época começa na madrugada de terça para quarta feira e neste post irei dar as minhas perspectivas personalizadas a cada uma das equipas presentes na prova além de enunciar os pontos fortes dos seus planteis.



Sendo assim:



Na Divisão Atlântica:

- Os Boston Celtics treinados pelo mais experiênte nestas andanças Doc Rivers ( 171-168) vão apresentar uma equipa mais madura que no ano passado em virtude das trocas que fizeram neste verão com as escolhas do " draft" por jogadores mais amadurecidos na Liga Profissional de excelência Norte-Americana.

O " Roster" dos Celtics apresenta nomes fortíssimos na história contemporânea do jogo como o base Ray Allen, o extremo poste Kevin Garnett ( líder da época do capítulo dos ressaltos) que veio finalmente dos Minnesota Timberwolves, após muita especulação que o levava para os " touros" de Chicago, Paul Pierce, promessa adiada da NBA ano após ano ( e que na verdade já não é nenhum menino pois têm 29 anos) e outros jogadores muito interessantes para observar como James Posey ( vindo de uma época frustrante em Miami) Scott Pollard ( o irreverente ex-jogador de Cleveland mais conhecido pelos seus penteados exuberantes do que da prática do Basket) Brian Scalabrine ( que há umas épocas atrás deu nas vistas nos Nets) e Tony Allen.

A minha sincera opinião quanto a esta equipa é a que finalmente, após longas épocas, os Celtics tem capacidade e equipa para voltar aos playoffs e de uma vez por todas deixar os últimos lugares da liga e as épocas desapontantes. Chegar aos playoffs é a meta que lhes dou.



- Os New Jersey Nets, que no ano passado ainda brilharam nos playoffs, continuam com o seu " equipão" que poderia dar muito mais do que tem dado nas últimas épocas.

Comandados por Laurence Frank, um treinador não muito experiente na NBA, o plantel dos Nets tem um potencial imenso para qualquer treinador " que lhe ponha as mãos". Senão vejamos, um plantel riquíssimo em soluções para todas as posições e contendo jogadores como Josh Boone, Vince Carter, Jason Collins, Richard Jefferson, o mítico Jason Kidd, Nenad Krstic, Jamall Magloire ( que há 2 anos era o melhorzito dos Hornets de New Orleans) o lançador magnífico Bostjan Nachbar. Conseguiram fazer também uma das piores contratações de sempre, ao contratarem Malik Allen a Chicago ( eu adepto dos Bulls reconheço que o Malik Allen é um fiasco).

Penso que os Nets voltarão a ir aos playoffs sem muita dificuldade na época regular. Nos playoffs tudo vai depender da forma com que Jason Kidd e Richard Jefferson se encontrarem, para fazer companhia ao génio chamado Vince Carter.


- Os Knicks de Nova Iorque ( a equipa mais cara da NBA das últimas duas épocas) manteve a estrutura da época anterior onde roçou a ida aos playoffs nos últimos dias, mas que não conseguiu.

Isiah Thomas continua a ser o " Head-Coach" da equipa, que manteve a mesma espinha dorsal da época anterior. Não tão recheados ao nível de soluções de grande classe como outras equipas da NBA mais fortes, os Knicks têm jogadores de uma qualidade que é inegável, casos do base Jamal Crawford ( que pode fazer as melhores e as piores exibições até no mesmo jogo) Eddy Curry ( Uma das maiores perdas em Chicago dos últimos anos) David Lee ( o MVP do jogo entre Rookies e Sophomores do All Star Game 2007) Stephon Marbury ( o homem com o melhor contrato no jogo neste momento) Nate Robinson ( o baixinho que ganhou o concurso de afundanços em 2006 no All Star Game) e Zach Randolph que vem de Portland à procura de uma vez por todas revelar o grande potencial que existe nele.

Aposto que este ano será um ano de playoffs para os Knicks, caso as coisas corram bem logo desde início.


- Os Philadelphia 76 ers ainda vivem a era pós-Allen Iverson. Seja dita a verdade, a equipa de Philadelphia continua aquem do esperado pelos seus fans.

O " Head-coach" Maurice Cheeks nada pode fazer de grande quando no " rooster" apenas se apresenta dois jogadores de grande qualidade e outros dois medianos. Os 76 ers esta época vão se resumir aos dois jogadores de qualidade, Andre Iguodala e Andre Miller, e aos dois jogadores de qualidade mediana, Samuel Dalembert ( que têm um caparro imenso para a sua posição mas que é hipocondríaco e está sempre a lesionar-se) e Kyle Korver , um bom lançador de meia distância que quando está com a mão quente pode ser decisivo.

Nada mais de importante há a dizer sobre esta equipa que caso me engane, só poderá aspirar a 20 vitórias nos 82 jogos da fase regular.


- Os Toronto Raptors são a equipa candidata a ganhar esta divisão e uma das equipas candidatas a vencer no final da época regular, a Conferência Este.

O brilhante treinador Sam Mitchell voltou a por Toronto no caminho dos playoffs muito a custa da caça europeia de jogadores de patamar superior na Europa como Andrea Bargnani que é um fantástico jogador e convenceu o facto de ter sido o nº1 do Draft 2006, os espanhois Jorge Garbajosa e José Calderon ( Garbajosa é um jogador portentosíssimo no tiro tanto interior como exterior) o Sérvio Nesterovic e o Argentino Carlos Delfino ( resgatado a Detroit onde andava em sub-rendimento) e a armada Norte-Americana comandada por Anthony Parker, Chris Bosh ( que é um base de mão cheia) T.J Ford, Jason Kapono ( bom atirador resgatado aos Heat de Miami).

Em Suma, a equipa de Toronto vale por estes nomes que juntos dão uma enorme consiste quando se precisa de fazer alterações sem mudar o ritmo de jogo da equipa. Não tenho dúvidas que Toronto além de ser uma séria candidata à vitória nesta divisão e na conferência Este terá pelo menos um lugar nas meias finais de conferência ou mesmo na melhor das hipóteses na final de conferência Este.


Divisão Central


- Os " touros ou bois" ( como preferirem , cuja idolatria confesso ser um seguidor acérrimo) conseguiram atravessar mais um verão sem mexer no " rooster" o que será fantástico de seguir esta época. Do nada, Chicago está a fazer uma equipa em crescendo ao nível de resultados á qual os fans exigem este ano ainda mais brilhantismo para vencer a Conferência Este e para se possível caminhar para o título da NBA.

O " rooster" de Chicago a cargo do cada vez para mim, mais simpático Scott Skiles ( têm uma bandeirinha enquanto jogador no United Center de Chicago) está melhor que na época passada já que o mesmo conseguiu limpar com certos jogadores que estavam a mais no " rooster" como Andriskevicius, Malik Allen e até o próprio P.J Brown ( que tinha dias bons de vez em quando) e trazer bons " rookies para o rooster".

Assim o roster de Chicago é constituído por grandes jogadores como Luol Deng, que é uma promessa já concretizada da NBA com os seus tenros 22 anos ( este ano será All-Star sem dúvida) Chris Duhon, o fantástico Ben Gordon ( que atira de todo o lado e é um dos jogador mais geniais que vi jogar desde Michael Jordan) também apenas com 24 anos, Kirk Hinrich ( o base da selecção Norte-Americana) O " rookie" Joaquim Noah ( grande promessa filho do ex-tenista Yannick Noah) o argentino Andrés Nocioni, grande batalhador dos Bulls, o mítico Ben Wallace, e o " Sophomore voador" Tyrus Thomas que é capaz dos mais variados afundanços. Outros jogadores merecem destaque para ver a sua evolução como o Suiço Thabo Sepholosha, o russo Viktor Krhyapa que brilhou no Eurobasket 2007, o veterano Joe Smith que veio de Filadélfia, e o outro " rookie" Jameson Curry.

A minha aposta será a final da NBA além da conquista da Conferência Este.


- Os Cavaliers, finalistas vencidos da época passada serão, pelo que fizeram na época passada e pelo que têm no seu " rooster" os principais candidatos a chegar á final na Conferência Este.

Continuados por Mike Brown ( que parece não ter mão no Lebron), os Cavaliers também não mexeram muito na espinha dorsal da equipa, mas inseriram muita juventude no " rooster". Como pontos fortes, a equipa pode continuar a contar com os serviços do " Sophomore" Daniel Gibson que despontou nos playoffs, como o " trabalho de sapa" de Drew Gooden, com a organização de jogo de Eric Snow e Larry Hughes, com a espectacularidade e liderança nos momentos decisivos da estrela Lebron James, com a força do poste Lituâno Zydrunas Ilgauskas, e com a experiência do veterano Donyell Marshall que de vez em quando entra para marcar uns triplos.

Sendo assim, Cleveland continua um forte candidato para vencer a Conferência Este em conjunto com os Bulls, Raptors e os Detroit Pistons e um forte candidato à final e ao titulo da NBA.


- Os Pistons, a equipa mais regular dos últimos anos da Conferência Este, com um título, uma final onde saíram vencidos e duas finais de conferência nos últimos 4 anos, são também os principais candidatos à vitória na Conferência Este e à final por parte do lado Este.

O mítico Flip Saunders continua a liderar a equipa de Detroit, embora o seu poderio ao nível de " rooster" venha a perder folgor de ano para ano. Em 2006 saiu Ben Wallace do quinteto fantástico para Chicago, em 2006 saiu um homem de banco importante como Carlos Delfino. Nazr Mohammed contra tudo e contra todos continua no " rooster".

Assim, os Pistons ainda podem contar com a grande categoria de Chauncey Billups ( que renovou o contrato) Richard Hammilton, Antonio McDyess, Tayshaun Prince e Rasheed Wallace, e com a mediana categoria de banco de jogadores como Lindsay Hunter, Jason Maxiell, Nazr Mohammed. De resto os Pistons tem 7 caras novas no seu rooster.

Continuo a acreditar que farão uma época igual ás anteriores.


- A continuar assim, a equipa de Indiana, terá novamente de lutar árduamente por uma vaga nos playoffs como fez sem glória no ano passado.

Embora tendo um bom potencial, a equipa comandada por Jim O´Brien, sofre de um desnível grave entre os 5 jogadores titulares e os jogadores de banco, pois por um lado a equipa tem soluções bastante satisfatórias como Jermaine O´neal ( outra grande promessa concretizada da NBA) Marquis Daniels, o nigeriano Ike Diogu, Mike Dunleavy que é um jogador extremamente interessante para acompanhar esta época e Jamaal Tinsley que é um jogador fisícamente muito forte na luta pelas tabelas. O problema é que a equipa esgota-se por aí, já que o resto do rooster ou é constituído por jogadores muito jovens ou por jogadores experientes mas sem grandes artefactos técnicos, ou seja, aqueles apelidados de enche planteis.

Aposto que Indiana irá lutar no máximo por uma vaga nos playoffs.


- Os Milwalkee Bucks cresceram neste verão. Cresceram ao ponto de serem uma equipa que espero ansiosamente ver jogar e avaliar os primeiros resultados e estatísticas.

Neste verão, os Bucks reforçaram bem o seu plantel que já nem era assim tão mau, com o " rookie chinês" Yi Jianlian ( que tanto pedi naquela noite de draft para ir parar a Chicago). O treinador Larry Kristkowiak ( podiam ter um melhor treinador) poderá juntar a qualidade do Chinês, a outros valores presentes no plantel de Milawalkee como Andrew Bogut, Gadzuric, Desmond Mason, Michael Redd ( a estrela) e quem sabe o Chinês poderá fazer estes jogar mais do que nos anos anteriores.

Será, uma equipa a meu ver candidata a uma vaga nos playoffs. Travará uma intensa luta com os Orlando Magic, com os Knicks e com os Pacers na atribuição de uma ou duas últimas vagas nos playoffs.



Divisão Sudeste


- Atlanta é o caso de uma equipa que não consegue sair dos últimos lugares da Conferência há demasiadas épocas mas cujos Sponsors vão acreditando que com equipas medianas e sem investimento um dia há-de-se chegar a altos voos para a Águia ( animal que caracteriza, além do Benfica, esse adorado símbolo de todo o mundo Lusitano, falo com ironia claro, a equipa do estado da Geórgia)

O " Headcoach" Mike Woodson continua a ter um " rooster" muito fraco à sua disposição. Excepção feita , diga-se, ao Georgiano Zaza Pachulia que me parece ser o único jogador interessante da equipa. De resto Atlanta continua a apostar essencialmente em jogadores muito novos ( tem 3 rookies, 2 Sophomores, 2 3ªs épocas, e 2 4ªs épocas).

Não farão muito mais que 20 e poucas vitórias.


- O mesmo que apliquei aos Atlanta Hawks, aplico novamente aos Charlotte Bobcats. É outra equipa sem qualquer interesse embora seja um pouco melhor que as " Águias de Atlanta", já que ainda têm no seu rooster jogadores interessantes como Deji Akindele, o esloveno Primoz Brezek, Raymond Felton, Jeff McInnis e os dois melhores da equipa: Adam Morrison ( que é diabético) o ressaltador nigeriano Emeka Okafor, e Jason Richardson que é um jogador que tem de média 19 pontos por jogo e que vem de uma equipa que fez um brilharete nos playoffs do ano passado ao eliminar o candidato Dallas ( Golden State).

Assim, a equipa comandada por Sam Vincent, será capaz de vencer 30 jogos ou mais, mas dúvido das suas capacidades de chegar aos playoffs ou de mesmo entrar na " briga" pelos lugares de playoffs. É uma equipa que está a ser construída para a próxima época, assim como os Bulls aos poucos fizeram, pois neste caso, abaixo dos 26 anos, encontramos 11 dos 18 jogadores do " rooster".


- Miami já não tem toda aquela equipa que venceu o título em 2006, embora continue uma equipa que em boa forma pode causar estragos na Conferência Este a outros candidatos à priori.

Mesmo assim, Pat Riley pode contar com o génio da dupla Wade- O´Neal ( muito fustigada pelas lesões na época passada) que muito pode fazer nesta época de vingança, e com outros jogadores de uma grande mais-valia como Udonis Haslem, Ricky Davis que vem de Minnesota para uma equipa que aspira mais do que os Timberwolves, com o veteraníssimo Alonzo Mourning com os seus 37 anos, com o saltitante base Smush Parker que vêm dos Lakers para Miami credenciar ainda mais a sua enorme qualidade evidenciada na época passada em Los Angeles, e com o veterano Jason Williams que ainda pode ser uma peça fundamental na manobra da equipa.

Os Miami serão novamente uma incógnita este ano. Não saberei até que ponto teremos a equipa da ribalta ou a equipa que chega aos Playoffs e leva 4-0 de Chicago na 1ª ronda. Sei que chegarão aos playoffs com facilidade que nos playoffs tudo dependerá das lesões da dupla Wade- O´Neal e da força física do colectivo caso passe toda a época sem os dois. Foi uma pena terem perdido Posey, Doleac e Kapono. Seriam peças complementares importantes á falta destes nesta época, já que o " rooster" foi bem reforçado por Davis e Parker.


- Os Orlando Magic continuaram quase com o mesmo rooster do ano passado. A equipa é francamente boa e pode dar frutos.

O treinador Stan Van Gundy, que é um dos mais conceituados da história do jogo, poderá contar com a liderança do Turco Hedo Turkoglu, com a grande qualidade de Dwight Howard, que este ano vai despontar a sério na NBA, Jameer Nelson, com a experiência do Porto Riquenho Carlos Arroyo e de Rashard Lewis, Bo Outlaw Tony Battie e Adon Foyle ( homens experientes) e pode ser que não conte com o despontar de alguns talentos escondidos no " rooster" de Orlando: Trevor Ariza, James Augustine, J.J Redick ( que é internacional Norte-Americano)

No fundo serão candidatos aos playoffs, mas para isso terão de lutar até ao último jogo da fase regular.


- Os Washington Wizards ( última equipa de Michael Jordan enquanto jogador) continuam com uma equipa muito aceitável tendo em conta os seus objectivos: chegar aos playoffs e tentar a sua sorte nos mesmos.

O " headcoach" Eddie Jordan vai continuar a ter à sua disposição o base Gilbert Arenas ( que é sem sombras para dúvidas um dos melhores jogadores actuais do jogo, e que sem ele, Washington perde metade do valor enquanto equipa) e com um conjunto ainda grande de bons e medianos talentos que completam todo o potencial de Arenas como é o caso de Caron Butler, Antonio Danielsl, Brendan Haywood, Antawn Jamison ( que é o 2º melhor jogador da equipa).

Expectativa também para apreciar o que os " rookies" dos Wizards vão fazer. Falo de Nick Young e do 1º ucraniano a jogar na NBA Oleksiy Pecharov, e Dominic McGuire .


É equipa de playoffs.



Conferência Oeste

Divisão Sudoeste

- Os Dallas Mavericks, após o fiasco dos playoffs do ano passado, apresentam-se para a nova época novamente como sérios candidatos ao título.

Comandados por um magnífico treinador ( para mim o melhor da actualidade das 30 equipas da NBA) Avery Johnson a equipa de Dallas continua magnífica com a estrela Dirk Nowitzky ( o melhor lançador interior da NBA) e com as micro-estrelas à volta de Nowitzky que tão bem resolvem quando ele não está ou simplesmente não rende: o Francês DeSagana Diop ( exímio defensor) Erick Dampier ( na luta das tabelas) Devin Harris e Josh Howard (a entrar para o cesto) e Jerry Stackhouse e Jason Terry ( a conduzir o jogo e resolver quando é preciso).

Não é preciso dizer mais. O anel é a meta dos Mavs.

- Quanto aos Houston Rockets, serve o que disse para a maioria das equipas. A espinha dorsar dos anos anteriores manteve-se e o treinador Rick Adelman que substitui Stan Van Gundy que saiu para Orlando, vai ter em mão a tarefa de transportar outra equipa de vedetas aos playoffs e nos playoffs o mais longe possível.

E para isso, Adelman, tem uma equipa que gira à volta de duas das maiores vedetas actuais da Liga: o poste Chinês Yao Ming e o base norte-americano Tracy McGrady. Os dois combinam há algumas épocas na perfeição. Para os servir ou para deles se servirem ou substituirem estará outro conjunto de micro-vedetas entre os quais constam nomes como: o base Rafer Alstom, experiente na matéria, outro experiente de seu nome Shane Battier que vem de uma boa época passada, Steve Francis ( sim, aquele que vem de um contrato milionários nos Knicks sem ter feito grande coisa) Luther Head, o velhinho mas sempre util Dikembe Mutombo, o argentino promissor Luis Scola que faz a sua estreia na NBA e cª.


- Quanto aos Memphis Grizzlies. Os Memphis são um caso caricato na NBA. Muito caricato mesmo. Têm Pau Gasol que é um dos melhores jogadores do mundo, o resto do plantel deixa a desejar e isso pode-se constatar na época passada com a lesão de Gasol em que a equipa raramente vencia e com o regresso de Gasol em que a equipa encetou uma recuperação fantástica.

Estou em crer que este ano tudo será diferente na equipa do Tenessee. O " Headcoach" Mark Iavaroni é inexperiente e na minha opinião só um treinador experiente poderia meter a equipa a jogar ao máximo das suas capacidades. Este terá para além de Pau Gasol, alguns bons jogadores para lhe completarem, casos de Mike Conley, Rudy Gay que foi um dos " rookies" sensação da época passada, sendo um atleta físicamente muito forte, Darko Milicic que tenta a afirmação que não conseguiu nem em Orlando nem em Detroit, Mike Miller que é um jogador excepcional, um óptimo lançador, Damon Stoudamire, e sobretudo a grande contratação desta época ao Barcelona, Juan Carlos Navarro, (o 2º melhor jogador da Europa no ano passado apenas batido pelo base grego do CSKA Moscovo Giorgios Papalukas) , que faz a sua estreia na NBA.

Tenho ideia que esta equipa bem explorada poderá alcançar um lugar nos playoffs.

- Quanto aos New Orleans\Oklahoma Hornets, com o " rooster" á disposição de Byron Scott, repetir o que foi feito na época passada não será ensinar-nos à priori nada de novo. As portas dos playoffs estiveram abertas para eles , mas não aproveitaram.

O que interessa é que os New Orleans não acabaram enquanto equipa, aprenderam com o seu passado e aprenderam com os erros das equipas que consigo partilham aquele grupo daquelas que não tem grandes orçamentos na NBA e conseguiram com o pouco que têm construir uma equipa que pode gerar sucesso. Senão veja-se: O Treinador Byron Scott poderá contar com um leque de bons jogadores começando em Chris Paul que é um bom base, Tyson Chandler ( o quanto eu não dava para o voltar a ver com a camisola de Chicago) Jannero Pargo ( outro que passou inglóriamente pelos Bulls) e Peja Stojakovic, que é um inadaptado na NBA. O resto do " rooster" é constituído por jogadores humildes mas que podem prometer.

Acredito que New Orleans, com esforço poderá chegar aos playoffs. Vai ser uma tarefa árdua porque o poleiro no Oeste é bem mais concorrido.

- San António Spurs. Os Campeões em título.

Tudo praticamente na mesma à excepção da entrada do " rookie" Francês Mahihmi e do " Rookie" americano Washington.

O " Tenente" Gregg Popovich ( Tenente porque fez os estudos superiores na Força Aérea Americana) poderá contar, para além dos dois " rookies" com a mesma equipa de sempre.

Veteranos? Muitos. 6. Qualidade desses 6veteranos? Imensa. Brent Barry, Bruce Bowen, Tim Duncan ( presente em todos os títulos da história da equipa) Michael Finley e Robert Horry ( sim, aquele que em 15 anos foi 7 vezes campeão da NBA), Jacques Vaughn . O resto? Mais vedetas. Tony Parker, Francisco Elson, Manu Ginobli, Fabrizio Oberto, Ime Udoka, Beno Udrih.

Feitas as apresentações será pouco pedir novamente o título?

Divisão Noroeste

- Em Denver moram mais 2 grandes estrelas actuais da NBA. Carmelo Anthony e Allen Iverson.

Um vindo de Filadélfia para Denver, de modo a com outros ares, relançar a sua carreira, conseguiu fazer um resto de época na época passada muito bom. O outro deixou de ser o centro das atenções da equipa mas nem por isso baixou de rendimento, o que leva a dizer, portanto, que os dois juntos complementa-se.

Se ter Carmelo e Iverson numa equipa é como os brasileiros dizer " Show de bola" o 3º talento da equipa é mesmo de nacionalidade brasileira e dá pelo nome de Néné Hilário, sendo um base muito forte na luta das tabelas e dos ressaltos. E luta das tabelas e dos ressaltos também faz lembrar que esta equipa conta com um jogador muito esguio a jogar, mas um excelente poste de seu nome Marcus Camby. Para além destes, o treinador George Karl ainda pode contar com Kenyon Martin que embora não sendo o mesmo após a lesão no joelho ainda faz das suas, e com o Mexicano Eduardo Najera que é um bom " reforço de banco".

Denver estará seguramente nos playoffs, sendo que lá será um adversário duro de roer para qualquer equipa do Oeste.

- Os Timberwolves ficaram orfão da sua maior estrela da última década: Kevin Garnett, portanto esperam-se tempos complicados na equipa do estado de Minnesota.

Com a saída de Garnett a liderança da equipa fica entregue a 3 jogadores: Corey Brewer que é o " rookie" conceituado da casa e a dois reforços de peso: Antoine Walker e Juwan Howard que vieram respectivamente de Miami e Houston para os Wolves.

De resto, a equipa comandada por Randy Wittmann poderá contar com a experiência e tiro de Michael Doleac que veio dos Miami Heat, com a experiência de Greg Buckner, e a irreverencia do " rookie" da casa do ano anterior, Randy Foye. Ryan Gomes e Gerald Green, vieram de Boston, sendo jogadores a ter em atenção nesta época.

Não se espera a ida aos playoffs desta equipa. Será absolutamente dizimada pelas restantes do Oeste, sendo candidata a um ano " sabático" ao nível de vitórias.

- Muito se têm especulado sobre o valor dos Portland Trail Blazers.

Decerto que fazer melhor que nas últimas 5\6 épocas será o objectivo dos responsáveis directivos da equipa, já que nestes últimos anos os resultados tem sido um verdadeiro fiasco. A equipa é demasiado jovem. Não existe ali um veterano de qualidade.

A equipa comandada por Nate McMillan tem sido a grande surpresa durante a pré-temporada. Mesmo sabendo que muito dificilmente será representada esta época pela escolha #1 do draft 2007, Greg Odon que se lesionou gravemente num treino num joelho e foi operado estando ainda em dúvida se poderá ou não alinhar esta época na fase regular, a equipa do estado do Oregon tem algumas soluções interessas para se fazer valer como é o caso dos " Sophomores" LaMarcus Aldridge e Brandon Roy aliados ao 3ª época Channing Frye, contam fazer uma época melhor que a passada. Deveras pena foi a lesão de Greg Oden, que misturado com os outros 3 faria a coisa interessante. o resto do " rooster" é paupérrimo.

Veremos o que são capazes de fazer. Na minha óptica sonhar com os playoffs este ano é dificílimo. Para o ano, acredito.

- Os Seattle Supersonics são outro exemplo de uma equipa que sonha com melhores dias.

Embora com uma equipa bastante boa ( deveras melhor que a de Porland) os Sonics iniciam esta nova época com o intuito de " brigar" por um lugar de playoff com equipas como os L.A Lakers, os L.A Clippers, New Orleans.

O " headcoach" P.J Carlesimo que nem é nenhum bébe nestas andanças, têm à sua disposição um leque de bons jogadores como o " Rookie" Kevin Durante que vem rotulado de vedeta, o Francês Mickael Gelabale que embora não sendo um jogador muito técnico, batalha bastante dentro de campo, Jeff Green, Luke Ridnour e o veterano Kurt Thomas de 35 anos. De resto as soluções são parcas.

Penso que podem lutar por um lugar no playoff, mas não tenho a opinião que o vão conseguir.

- Os Utah Jazz foram a grande revelação dos playoffs da época passada apenas caíndo aos pés dos Spurs na final de conferência. De uma equipa destroçada pelos maus resultados de 2005\2006 que começou a época passada, com o sonho de conseguir os playoffs, com alguns jogadores em que ninguém acreditava ( o caso de Carlos Boozer) acabou com um registo notável.

Esta época começa mais risinha para a equipa de Salt Lake City, comandada pelo mesmo obreiro do milagre da época passada ( Jerry Sloan) que passou a ser um dos treinadores-vedeta da NBA.

Na verdade, Sloan conseguiu reunir um leque de jogadores muito bons em Utah, casos de Carlos Boozer, Gordan Giricek, Andrei Kirilenko, Paul Millsap, Memet Okur e Deron Williams, jogadores europeus ( 4 ao todo) e sobretudo jovens, mas muito experientes ( Kirilenko e Boozer têm 26 anos, Millsap 22, Williams 23) à excepção de Giricek com 30 e Okur com 28, a quem não se pode nem apontar o dedo de veterano nem de velho para a prática.

De resto, Sloan, tem um conjunto bastante interessante pondo estes 6 bons jogadores de lado. Um conjunto de jogadores humildes como Matt Harpring ou o " rookie" Kyrylo Fysenko.

Os playoffs serão um passo concretizado em Abril.

Divisão Pacífico

- Os Golden State Warriors foram outra das grandes surpresas dos playoffs 2007 ao eliminarem na 1ª ronda os Dallas Mavericks de Nowitzky e companhia sem grande mácula.

Nesta época, os Warriors apresentam-se em campo com os mesmos propósitos. Lutar por uma vaga nos playoffs como fizeram ( nos últimos jogos) da fase regular da época passada e nos playoffs ir em busca da sua própria sorte, sem temer os adversários mais fortes.

Para esse intuito, o " headcoach" Don Nelson que é um autêntico mito vivo entre os treinadores da NBA, já que é 2º no ranking de treinadores com mais títulos da NBA conquistados atrás de Phil Jackson, tem à sua disposição uma boa " squad" composta por algumas estrelas: o " rookie" Marco Belinelli, Baron Davis, o espectacular Monta Ellis e Stephen Jackson que atinou desde que saiu do " pugilato de Indiana" e um punhado de bons jogadores de banco como Andris Briedrins, Austin Croshere ( que acabou por ser um fiasco no ano passado em Dallas por ter passado metade da época lesionado) Al Harrington, e o Francês Michael Pietrus que quando sai do banco inspirado é bom o rapaz. Guardo com curiosidade para saber as prestações do " rookie sérvio" Kosta Perovic.

Penso que tem aqui cimento para uma grande obra. Superar o conseguido no ano passado é bem possível.

- Os Clippers de Los Angeles andam em ascensão.

Depois de uma boa época passada, os Clippers são capazes de voltar ao playoff esta época, embora tudo será mais difícil porque as concorrentes também estão mais fortes.

Outro mito dos treinadores Mike Dunleavy terá à sua disposição um punhado de bons jogadores como Elton Brand ( quem te via em chicago e quem te vê em Los Angeles!) o fantástico Sam Cassell, Paul Davis, Corey Magette e o " rookie" Al Thornton de quem se fala muito como uma promessa do jogo.

Ainda desconheço muito sobre a maneira com que irá abordar a época esta equipa de Los Angeles mas sei que será uma séria candidata a uma vaga do Oeste nos playoffs.

- Os Lakers não estão assim tão fracos como parece.

Se a perda do Smus Parker, até é grande, a de Kobe ( que esteve com um pé em Chicago) ditaria a morte de todo um colectivo que foi construído na época passada para Kobe. Kobe não saiu e os fans podem respirar de alívio e podem sonhar com uma época de glória para a sua equipa.

O maior mito do " coaching" Norte Americano ( aquele que fez o Michael Jordan daquela maneira gigantesca) Phil Jackson, para além de Kobe tem no seu " rooster" um leque enorme ou de bons jogadores ou de jogadores com um potencial enormíssimo a explorar. Comecemos pelos bons jogadores: Maurice Evans, Lamar Odom, Vladimir Radmanovic, Ronny Turiaf e Sasha Vujacic. A explorar: Andrew Bynum, Brian Cook, Jordan Farmer, Chris Mihm e o hérculeo Luke Walton.

Sendo assim, basta desejar um bom trabalho a Phil Jackson até Abril. a 23 de Abril se verá o se o seu trabalho dará frutos ou não.

- Quanto aos Phoenix Suns, quando se tem as individualidades que esta equipa tem quer-se o título como é óbvio.

Depois de uma época em que o título ficou novamente ao largo, a equipa do Arizona comandada por Mike D´Antoni manteve exactamente o mesmo estilo de " rooster" com todas as qualidades individuais e com o defeito principalmente que os tramou no playoff perdido contra os Spurs: a falta de jogadores de banco, principalmente em número e em qualidade. ( Também diga-se que o treinador da equipa era demasiado calculista e dos 13 do plantel apenas apostava em 8 deixando os outros de fora ou a entrar 1\2\3 minutos por jogo).

De facto tudo está igual nos Spurs. Até a ambição de ver Steve Nash , Marcus Banks, Raja Bell, Boris Diaw, Shaun Marion, Sean Marks, Steve Nash, Erik Piatkowski e Amare Stoudamire e companhia ( a contratação estrondosa do veterano Grant Hill que se cansou de ser inútil em Orlando em troca de um salário anual milionário!!) , simplesmente campeões.

O título é o objectivo. Garanto que são capazes disso.

- Quanto à última equipa os Sacramento Kings, posso dizer que tenho pena que o Mike Bibby acabe a carreira numa equipa tão fraca.

A equipa não é fraca. Abateu-se foi uma maldição enorme sobre a equipa.

Quem tem jogadores como Mike Bibby, Ron Artest, como o " rookie" Spencer Hawes que vem rotulado de bom jogador, Brad Miller, Mikki Moore que veio de Nova Jersey ( esteve também com um pé em Chicago) ou Sharef Abduur-Rahim tem que almejar algo mais que os últimos lugares. Não sei qual é o objectivo da equipa, mas espero que seja alto, porque esta equipa merece bem mais do que ser um bombo da festa de todas as outras do campeonato. Espero que atingam os playoffs, embora sabendo que o mais provável é nem passarem das 25 vitórias.

Espero que tenham gostado, que não tenha dado muitas " bacoradas" e que não vos tenha maçado.

BD


Sem comentários:

Obrigado Pela Sua Visita !